3 cine-concertos para celebrar o aniversário do Teatro José Lúcio da Silva


Em 2021 é assinalado o 55º Aniversário do Teatro José Lúcio da Silva (1966-2021) e haverá uma programação especial para comemorar a data. Nos próximos dias 15, 18 e 21 de janeiro, a cidade de Leiria será brindada com uma trilogia de cine-concertos. O programa inclui o cine-concerto Surdina com Tó Trips, o concerto multimédia “Closer” de David Fonseca e o cine-concerto Balão Vermelho.

A programação escolhida pretende estabelecer uma ponte entre o passado, no qual o Teatro José Lúcio da Silva foi uma casa dedicada à projeção de filmes e o presente, uma casa de espetáculos onde predominam as artes de palco. Os espetáculos agendados refletem o pluralismo do Teatro José Lúcio da Silva e a vontade de englobar toda a comunidade – “Um Palco para todas as Artes, é e será a nossa bandeira”.

A TIL apresenta uma breve descrição dos espetáculos aos quais poderá assistir já nos próximos dias:

David Fonseca | 15 Janeiro | 19h30

Foto: Facebook Teatro José Lúcio da Silva

É difícil catalogar David Fonseca, um dos músicos e compositores mais versáteis da história da música portuguesa. Começou com os Silence 4, aqui mesmo na cidade de Leiria e, entretanto, já comemorou 20 anos de carreira. Apesar do longo percurso, recusa-se a olhar para trás e continua a desbravar novos caminhos na música e na arte.

Para este ano, preparou algo que há muito queria fazer e que intitulou “Closer”: o cruzamento do cinema e das imagens com a sua música num espetáculo único, que se propõe a levar o público numa viagem intimista através do seu imaginário peculiar. Uma oportunidade única de descobrir muitos dos caminhos secretos que este artista percorre através das suas composições e dos seus olhos, um filme interativo, em tempo real, para acompanhar em conjunto com a sua performance ao vivo. Segundo David Fonseca, “há um lado imensamente pessoal nesta abordagem, mas talvez seja essa a magia de tocar ao vivo, de me revelar como raramente tenho oportunidade de fazer. Vai ser um espetáculo em cima de uma corda bamba entre imagens e sons, tão real e frágil como a vida, mas maior, mais alto e, se tudo correr bem, com confettis!”.

Balão vermelho | 18 Janeiro | 14h30

Foto: Facebook Teatro José Lúcio da Silva

O filme narra a história do jovem menino Pascal, que encontra um grande balão vermelho atado a um poste de luz e decide desamarrá-lo. Nesse momento, inicia-se uma forte ligação entre os dois, que passeiam juntos e brincam pelas ruas da cidade. A cada cena, o balão ganha vida e personalidade, uma personagem tão real quanto o rapaz.

O filme prioriza mais as imagens do que as palavras. A forte cor vermelha do balão contrasta com a cidade cinzenta e habitada por pessoas indiferentes, cruéis e invejosas.

O balão brinca com o menino e acompanha-o pelas calçadas de Paris como um animal de estimação, mas a amizade entre eles é ameaçada por figuras de autoridade na escola, na igreja e no próprio lar. As crianças mais pequenas identificam-se com a inocência, o imaginário e a pureza da envolvente de um menino e do seu balão. Já as mais velhas conseguem entender melhor a narrativa e compreendem, de uma forma mais profunda, o bullying sofrido por Pascal, quando este é perseguido por um grupo de crianças determinado a capturar e a destruir o balão.

Ao filme datado de 1956 e com realização de Albert Lamorisse, foram já atribuídos os galardões de Óscar de melhor roteiro original, grande prémio do Festival de Cannes e melhor filme educativo da década.

O filme será acompanhado pela atuação musical ao vivo do “Teatro da Lua”.

Surdina – Cine-concerto com Tó Trips | 21 Janeiro | 19h30

Foto: Facebook Teatro José Lúcio da Silva

Com argumento de Valter Hugo Mãe, realização de Rodrigo Areias e música de Tó Trips, esta é uma história acerca da delicadeza de se ser velho, do que resta ainda para sonhar e para amar quando a idade avança significativamente e o corpo se enfraquece.

Num espaço rural, um velho homem recebe a notícia de que a sua falecida mulher foi vista a fazer compras na feira. Revoltado, pretende esconder-se de todos, despeitado e triste, mas os seus amigos insistem para que não dê ouvidos ao povo e aproveite tal facto para se fortalecer e, quem sabe, casar-se de novo. O enredo passa-se num Portugal antigo e recôndito, que afinal existe, apesar de tudo quanto façamos para nos modernizarmos.

Este cine-concerto acontece no Teatro Miguel Franco.

 

Mais informações acerca da programação e bilheteira disponíveis no site ou através do contacto telefónico 244 823 600.

 

Foto: DR