3 cine-concertos para celebrar o aniversário do Teatro José Lúcio da Silva


Em 2021 é assinalado o 55º Aniversário do Teatro José Lúcio da Silva (1966-2021) e haverá uma programação especial para comemorar a data. Nos próximos dias 15, 18 e 21 de janeiro, a cidade de Leiria será brindada com uma trilogia de cine-concertos. O programa inclui o cine-concerto Surdina com Tó Trips, o concerto multimédia “Closer” de David Fonseca e o cine-concerto Balão Vermelho.

A programação escolhida pretende estabelecer uma ponte entre o passado, no qual o Teatro José Lúcio da Silva foi uma casa dedicada à projeção de filmes e o presente, uma casa de espetáculos onde predominam as artes de palco. Os espetáculos agendados refletem o pluralismo do Teatro José Lúcio da Silva e a vontade de englobar toda a comunidade – “Um Palco para todas as Artes, é e será a nossa bandeira”.

A TIL apresenta uma breve descrição dos espetáculos aos quais poderá assistir já nos próximos dias:

David Fonseca | 15 Janeiro | 19h30

Foto: Facebook Teatro José Lúcio da Silva

É difícil catalogar David Fonseca, um dos músicos e compositores mais versáteis da história da música portuguesa. Começou com os Silence 4, aqui mesmo na cidade de Leiria e, entretanto, já comemorou 20 anos de carreira. Apesar do longo percurso, recusa-se a olhar para trás e continua a desbravar novos caminhos na música e na arte.

Para este ano, preparou algo que há muito queria fazer e que intitulou “Closer”: o cruzamento do cinema e das imagens com a sua música num espetáculo único, que se propõe a levar o público numa viagem intimista através do seu imaginário peculiar. Uma oportunidade única de descobrir muitos dos caminhos secretos que este artista percorre através das suas composições e dos seus olhos, um filme interativo, em tempo real, para acompanhar em conjunto com a sua performance ao vivo. Segundo David Fonseca, “há um lado imensamente pessoal nesta abordagem, mas talvez seja essa a magia de tocar ao vivo, de me revelar como raramente tenho oportunidade de fazer. Vai ser um espetáculo em cima de uma corda bamba entre imagens e sons, tão real e frágil como a vida, mas maior, mais alto e, se tudo correr bem, com confettis!”.

Balão vermelho | 18 Janeiro | 14h30

Foto: Facebook Teatro José Lúcio da Silva

O filme narra a história do jovem menino Pascal, que encontra um grande balão vermelho atado a um poste de luz e decide desamarrá-lo. Nesse momento, inicia-se uma forte ligação entre os dois, que passeiam juntos e brincam pelas ruas da cidade. A cada cena, o balão ganha vida e personalidade, uma personagem tão real quanto o rapaz.

O filme prioriza mais as imagens do que as palavras. A forte cor vermelha do balão contrasta com a cidade cinzenta e habitada por pessoas indiferentes, cruéis e invejosas.

O balão brinca com o menino e acompanha-o pelas calçadas de Paris como um animal de estimação, mas a amizade entre eles é ameaçada por figuras de autoridade na escola, na igreja e no próprio lar. As crianças mais pequenas identificam-se com a inocência, o imaginário e a pureza da envolvente de um menino e do seu balão. Já as mais velhas conseguem entender melhor a narrativa e compreendem, de uma forma mais profunda, o bullying sofrido por Pascal, quando este é perseguido por um grupo de crianças determinado a capturar e a destruir o balão.

Ao filme datado de 1956 e com realização de Albert Lamorisse, foram já atribuídos os galardões de Óscar de melhor roteiro original, grande prémio do Festival de Cannes e melhor filme educativo da década.

O filme será acompanhado pela atuação musical ao vivo do “Teatro da Lua”.

Surdina – Cine-concerto com Tó Trips | 21 Janeiro | 19h30

Foto: Facebook Teatro José Lúcio da Silva

Com argumento de Valter Hugo Mãe, realização de Rodrigo Areias e música de Tó Trips, esta é uma história acerca da delicadeza de se ser velho, do que resta ainda para sonhar e para amar quando a idade avança significativamente e o corpo se enfraquece.

Num espaço rural, um velho homem recebe a notícia de que a sua falecida mulher foi vista a fazer compras na feira. Revoltado, pretende esconder-se de todos, despeitado e triste, mas os seus amigos insistem para que não dê ouvidos ao povo e aproveite tal facto para se fortalecer e, quem sabe, casar-se de novo. O enredo passa-se num Portugal antigo e recôndito, que afinal existe, apesar de tudo quanto façamos para nos modernizarmos.

Este cine-concerto acontece no Teatro Miguel Franco.

 

Mais informações acerca da programação e bilheteira disponíveis no site ou através do contacto telefónico 244 823 600.

 

Foto: DR

15 sugestões de presentes (locais) para mulher – sem gastar mais de 25€


O dia de Natal está a aproximar-se a passos largos e ainda não comprou todos os presentes de que precisa? Não sabe o que oferecer às mulheres da sua vida? A namorada, a esposa, a filha, a amiga, a irmã, a mãe… A busca pelo presente ideal para uma mulher não tem de ser um bicho-de-sete-cabeças, ao contrário do que possa pensar, as mulheres não assim tão difíceis de agradar!

Livros, beleza, decoração, experiências ou moda – a oferta em Leiria é abundante.

Como sabemos que todas as mulheres são diferentes, a TIL reuniu opções para todos os gostos, estilos e idades para surpreender o universo feminino. Mesmo que este seja um natal diferente, em virtude da pandemia, com as nossas sugestões irá encontrar o presente ideal. Venha daí, temos boas ideias para as mimar e lhes arrancar um sorriso gigante!

Livro – Livraria Arquivo

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Haruki Murakami (@haruki_murakami_)

 

Os livros são um dos melhores presentes para oferecer a qualquer pessoa, em qualquer ocasião. Símbolos da cultura e de inteligência, são um presente apreciado por jovens e adultos. Na livraria Arquivo – que continua a fazer jus ao título que lhe foi atribuído, pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros: a livraria do país com melhor ambiente – encontrará sempre as melhores novidades literárias.

Oferecer livros é estabelecer ligações, partilhar ideias e criar memórias que ajudam a fortalecer os laços, mesmo quando estamos longe, porque nos livros não há distância; o encontro está sempre marcado.

Para este Natal, a TIL sugere o livro “A Menina do Anos”, da autoria de Haruki Murakami, lançado no passado mês de outubro.

Sinopse: “Naquele dia, o do seu vigésimo aniversário, a jovem atendia às mesas como de costume. Trabalhava sempre às sextas-feiras, mas, se tudo corresse como planeado, nessa noite teria folga. Numa chuvosa Tóquio, o banal vigésimo aniversário de uma empregada de mesa conhece uma estranha reviravolta quando lhe pedem que entregue o jantar ao proprietário do restaurante, homem recluso e pouco sociável.”

Preço: 14,90€

+info: Avenida Combatentes Grande Guerra, 53 2400-123 Leiria | 244 822 225

Bilhete para concerto – Teatro José Lúcio da Silva

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Locomotiva Azul (@locomotivaazul)

 

O Teatro José Lúcio da Silva tem já vários espetáculos agendados para o próximo ano de 2021. Mais do que nunca é fundamental fomentarmos a cultura e apoiarmos os agentes culturais da nossa comunidade. Para os mais românticos, a TIL sugere oferecer o bilhete para o concerto Passe Partour: Tiago Nacarato e Bárbara Tinoco, inserido no Festival “Às vezes o Amor”, promovido pelo Montepio, que terá lugar no fim-de-semana do Dia dos Namorados (13 e 14 de Fevereiro de 2021).  Se tem pensado “Eu sei lá” o que lhe devo oferecer, os bilhetes são o presente certo e já os pode adquirir no site.

Preço: a partir de 14€.

+info: Av. Heróis de Angola, 2400-093 Leiria | 244 834 117

Batom – Balvera

A Balvera é o sítio certo para quem procura um atendimento especializado e produtos de qualidade na área da cosmética, perfumaria e maquilhagem. Já lá vão mais de 30 anos desde que a Balvera se iniciou, em Pombal, no comércio de perfumaria e da cosmética. Tem sido uma história de crescimento e sucesso, mas sobretudo, uma história de trabalho e de dedicação.

Para as mulheres que gostam de uns lábios hidratados, saudáveis e com um brilhozinho extra, este batom não irá desapontar.

Preço: 20,80€

+info:  Centro Comercial Maringá – Lojas 40 e 41, 2400–111 Leiria | 244 837 372

Boina – Chapelaria do Liz

Foto: Facebook Chapelaria do Liz

A história da Chapelaria (e sapataria) Liz confunde-se com a do comércio tradicional de Leiria. Está na antiga Rua Direita há 91 anos, sempre na mesma família, atravessando gerações e sempre aliando qualidade e tradição. Aqui encontrará, a partir de 18 euros, boinas coloridas e divertidas que darão um up a qualquer look, para as mulheres mais sofisticadas e que gostam de arriscar. Agora só terá de descobrir qual é a cor preferida da pessoa que irá receber o presente!

Preço: a partir de 18€.

+info: Rua Barão de Viamonte n.º14 A (Rua Direita) 2400-261 Leiria | 244 823 244

Utensílio decorativo – Vicara

A marca VICARA, originária das Caldas da Rainha, já existe desde 2011. Tem uma identidade definida pelo desenvolvimento de “objetos quotidianos desenhados e produzidos em Portugal, inspirados na nossa cultura e contexto envolvente, que pretendem adicionar um pouco de criatividade às nossas casas”. Poderá saber mais acerca da marca neste artigo.

Sugerimos-lhe este conjunto de saleiro e pimenteiro, com inspiração na calçada tradicional portuguesa, que dará um toque de design e modernidade a qualquer sala de jantar.

Preço: 14€

+info: R. Filinto Elísio, 0B 2500-202, Caldas da Rainha, Portugal | 911 906 934

Chocolates – Ju&Co

Foto: Facebook Ju&Co

Ju&Co é a nova marca da Triângulo Doce que há mais de 25 anos se dedica à venda de doces e chocolates em embalagens personalizadas, convites e lembranças. Atualmente, a oferta de produtos da marca é diversa, tendo sempre como elo de ligação um toque de criatividade e rigorosa execução manual, que lhes confere um estilo exclusivo e diferenciado do resto do mercado.

Para todas aquelas que não resistem a um docinho, a TIL sugere estes elegantes embrulhos de veludo e craft, recheados com bombons Lasuissa, que prometem fazer as delícias dos olhos e do paladar.

Preço: embalagem de 200g – 14,90€

+info: C.C. Maringá, Loja 38 2400-118 Leiria | 964 987 295

Gorro – Sportino

 

A loja da Sportino sempre habitou os seus clientes a uma variada seleção dos itens e marcas mais trendy da estação. A loja aposta na originalidade, conforto e qualidade. Destacando-se pela diferença e pela valorização do autêntico e único.

Este gorro bordeaux é uma excelente aposta para ajudar a manter a cabeça bem quentinha nas manhãs frias de Inverno, que já se fazem sentir na nossa cidade, nunca abdicando do estilo e do bom-gosto.

Preço: 14,99€

+info: R. Capitao Mouzinho de Albuquerque 107, 2400-137 Leiria | 244 838 024

Sardinha decorativa – Bordallo

A Bordallo Pinheiro é uma empresa de destaque que combina a notoriedade artística com o património cultural nacional. Utilizando ainda grande parte das técnicas centenárias na reprodução dos modelos, a fábrica tem vindo a recuperar o vastíssimo legado bordalliano. Sempre com os olhos postos no futuro e repleta do mesmo espírito pioneiro que lhe deu origem. Poderá saber mais acerca da marca neste artigo.

A TIL sugere a oferta da sardinha Miss Chita, inspirada na mulher portuguesa, para iniciar ou complementar a coleção de sardinhas lá de casa. Esta sardinha foi vencedora do aclamado concurso lisboeta “Vestido de Chita”, a airosa, alfacinha e garrida sardinha apresenta um modelo inspirado nos anos 50, em chita pombalina e debruado a fita de bordado inglês. E como diz o fado: “Lá vai catita/ Cada dia mais bonita/ E o seu vestido de chita/ Tem sempre um ar domingueiro.”.

Preço: 18,90€

+info:  Rua Rafael Bordallo Pinheiro, 53, 2500-246 Caldas da Rainha |  262 839 380

Camisola de malha – Ferrache

Em Leiria existe um ponto de venda da marca FERRACHE “que se ergue sob os pilares de sofisticação, luxo, cor e conforto. O seu conceito e identidade baseia-se na aliança da qualidade de produto e a originalidade do design para mulheres sofisticadas, modernas e cosmopolitas que encontram na FERRACHE a escolha óbvia para demonstrarem a sua personalidade e individualidade no seu quotidiano”.

Esta camisola de malha, de gola alta com pormenores de folhos, existe em várias cores e é uma escolha acertada na composição de vários looks.

Preço: 22,43€

+info: Largo 5 de Outubro 41, 2400-120 Leiria | 244 092 360

Brincos – Ourivesaria Charme

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Charme Ourivesaria (@ourivesariacharme)

 

A Ourivesaria Charme é um espaço que conta com mais de 27 anos de história, destinado a um público sofisticado, que procura autenticidade em cada acessório e excelência em cada experiência do seu quotidiano. No espaço Charme poderá encontrar as últimas tendências de joalharia e relojoaria, tendo ao seu dispor marcas reconhecidas a nível internacional.

A TIL sugere que dê uma espreitadela nestes e outros brincos da coleção Mr. Wonderful. Atenção: Assegure-se que a destinatária tem as orelhas furadas!

Preço: a partir de 25€

+info: Av. Cidade de Maringá 36, 2400-137 Leiria |  244 814 973

Ambientador – Porta 44

Na Porta 44, a nova concept store do centro da cidade, a oferta é muito diversificada. O espaço é vibrante, cheio de cor e bom ambiente. Aqui tanto poderá tomar um café como adquirir acessórios de moda, decoração e gadgets.

E que tal aproveitar este novo espaço para comprar uma fragância inspirada nos cheiros da nossa cidade (Praça, Santana, 3 Bicas, Leiria e Porta 44)? Os aromatizadores Home&Office da Porta 44 vão tornar todos os ambientes bem mais cheirosos.

Preço: 9,90€

+info: Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, nº17 2400-123 Leiria | 968 736 964

Cabaz natalício – Intermarché de Leiria

Foto: Intermarché Leiria

Há mais de 23 anos que é possível encontrar no Intermarché de Leiria uma extensa oferta de produtos de elevada qualidade e frescura, inclusivamente, fornecidos por produtores locais.

A TIL sugere estes cabazes natalícios. São a prenda ideal para quem aprecia uma mesa recheada com os maiores ícones da gastronomia tradicional. O cabaz inclui uma garrafa de vinho, queijo, presunto, embalagem de ameixas secas e caixa de bombons.

Preço: 14,99 €

+info: Rua das Olhalvas 2410-196 Leiria | 244 802 450

Agenda 2021 – Papelaria Americana

A papelaria Americana é uma marca há muito presente e acarinhada na nossa região. O portfólio de produtos inclui não só papelaria como também material de escritório, material escolar, belas artes, DIY, brinquedos, livros, artigos sazonais, informática, tabacaria e muito mais. 

Uma agenda para 2021 é um presente útil e com muita personalidade! A TIL sugere-lhe a gama de agendas da Mr. Wonderful, é impossível não ficar rendido a todos os detalhes. Uma agenda para encher de “sorrisos, aventuras e sonhos realizados”.

Preço: 15,99€

+info: R. Imaculada Conceição 129, 2410-338 Leiria, Portugal | 244 240 130

Vaso para planta – Nature Teix House

Foto: Facebook Natura Teix House

Para os apaixonados pela magia da Natureza, na Natura Teix House encontra plantas naturais e objetos decorativos, sempre em plena harmonia com a Natureza, aproveite, porque esta loja é um mundo!

Quer surpreender uma amante de plantas? E que tal estes vasos de cerâmica baseados na temática de Frida Kahlo, que é uma inspiração para tantas mulheres.

Preço: Desde 12€ a 22€

+info:  Rua Tenente Valadim, n.°15, Leiria | 919 954 870

Meias natalícias – United Colors of Benetton

A Benetton convida os clientes a entrarem no seu mundo colorido e inclusivo! A linha de roupa interior não é exceção e por esta altura do ano são muitas as opções quentes e confortáveis com temáticas natalícias que existem na coleção.

Para os poucos que ainda acham que receber meias no Natal é aborrecido, estas meias provam o contrário. Vermelhas, felpudas e antiderrapantes prometem deixá-la super confortável e cheia de estilo nas tardes de sofá e séries.

Preço: 12,99€

+info:  Largo 5 de Outubro 38 r/c, 2400-120 Leiria | 244 832 270

 

Fotos: DR

Uníssono: Os Notas Soltas – Banda da região proporciona momentos de animação musical itinerante


Os Notas Soltas são uma “espécie” de fanfarra, nascida há 7 anos no seio da Filarmónica das Cortes. Atualmente, a banda é constituída por 9 amigos unidos pela música, que gostam de se reunir para tocar “umas modinhas” e animar “a malta”. A amizade, o gosto pela música, a improvisação e a interação com o público são a matriz do grupo que a TIL foi conhecer.

A constituição do grupo Notas Soltas tem vindo a evoluir ao longo dos anos, no presente, o grupo é constituído por 9 elementos: João Machado (Saxofone Tenor), Ricardo Monteiro (Saxofone Barítono), Tiago Rodrigues (Trompete), Paulo Ferreira (Trompete), Jónatas Loureiro (Trompete), Tiago Pagaimo (Trombone), Pedro Lourenço (Tuba), Miguel Santos (Caixa) e André Gonçalves (Bombo). Embora possa parecer que ser rapaz é requisito para integrar o grupo, desengane-se, a verdade é que por aqui já passaram elementos femininos e o grupo esclareceu que não se trata de uma boy band – “não existem critérios, hoje em dia já atingimos a formação de instrumentos que pretendíamos, no entanto, no futuro, caso seja necessário restruturar, estamos abertos a toda a comunidade musical”.

Apesar de se darem a conhecer pelo conceito de fanfarra (que significa música tocada por instrumentos de metal, geralmente em momentos de festa), na realidade o grupo não se encaixa totalmente na definição, uma vez que integra outro tipo de instrumentos. No entanto, os Notas Soltas têm um espírito e missão de fanfarra – são um grupo itinerante de animação musical de rua em momentos festivos, propondo-se a proporcionar ao público momentos de entretenimento com qualidade musical.

O grupo alia as competências técnicas e a tradição, provenientes da formação nas bandas filarmónicas, com um espírito jovem, proativo e carismático. A responsabilidade e compromisso, o trabalho em equipa, a criatividade e a interação com o público são alguns dos elementos essenciais que pautam a atitude da banda. A combinação de diferentes instrumentos traz uma sonoridade agradável que agarra quem os ouve – os Notas Soltas têm a capacidade de partilhar a alegria da música com aqueles que com eles se cruzam.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Notas Soltas (@notas_soltas)

 

André, João, Jónatas e Miguel são os fundadores da banda que se mantém ativos até aos dias de hoje, conheciam-se da Filarmónica das Cortes e, por conselho de um amigo mais velho, decidiram juntar-se de vez em quando para tocarem umas “modinhas”. Os ensaios oficiais começaram em 2013. Os criadores recordam com nostalgia a primeira aparição pública da banda – “Foi na Casa-Museu João Soares, no final dos meses de verão, acontecia uma festa de encerramento da colónia de férias existente e o nosso grupo foi convidado a tocar. Lá fomos nós de chinelos, calções de banho, t-shirt e chapéu de palha” – foi assim que este projeto ganhou vida e que a descontração se apresentou desde logo como um fator basal.

O nome “Notas Soltas” foi sugerido pelo pai de um dos membros. A sugestão foi aceite, tendo em conta que se antevia um grupo bastante heterogéneo e com vários momentos de improviso. Antes do contexto pandémico, os ensaios do grupo costumavam decorrer quinzenalmente, nas instalações das filarmónicas das Cortes e das Chãs (sendo que todos os elementos dos Notas Soltas pertencem a uma destas filarmónicas).

O reportório, sempre dinâmico, inclui maioritariamente arranjos de músicas populares portuguesas e alguns clássicos internacionais dos anos 80/90. Os músicos confessam entre gargalhadas que quem tiver oportunidade de assistir a um concerto deles irá decerto ouvir a tradicional música “Mulher Gorda” – esta nunca pode faltar em nenhuma atuação! Outro aspeto transversal a todos os espetáculos é a importância da improvisação e da versatilidade. Por um lado, para conferir mais carisma, identidade e originalidade às atuações e também para assegurar qualidade musical, quando nem todos os elementos têm possibilidade de estar presentes, uma vez que todos têm ocupações académicas e/ou profissionais.

Quanto aos estilos e artistas que têm influenciado o trajeto e identidade da banda, João Machado mencionou, “Enquanto grupo temos várias referências musicais.  A nível distrital os Farratuga são uma inspiração e a nível internacional seguimos de perto o trabalho dos Lucky Chops e de algumas Brass Bands americanas.”.

Ao longo dos últimos 7 anos, o grupo já teve oportunidade de atuar em diferentes contextos a nível regional e nacional. A banda tem presença assídua em dinâmicas culturais, participa em festas populares e religiosas, realiza animação de eventos (por exemplo casamentos, festas de aniversário/natal, despedidas de solteiro e eventos empresariais) e já esteve presente em iniciativas de cariz solidário.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Notas Soltas (@notas_soltas)

 

Quando questionados acerca dos melhores e mais caricatos momentos, as vozes atropelaram-se. É unânime que o concerto preferido e que guardam com mais saudade foi o que se realizou em Monção, no Festival do Alvarinho, em 2019. Tinha sido a atuação mais distante até à data, havia uma grande multidão e o público estava muito entusiasmado. Jónatas recordou com emoção – “notava-se que o público estava ali connosco a viver e a partilhar o momento musical. É isso o que mais gostamos de experienciar”.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Notas Soltas (@notas_soltas)

 

Também especial é a participação, ano após ano, na Festa dos Matosos. Os Notas Soltas começam a tocar às 9h da manhã, para alegrar os resistentes da festa que se prolongou noite dentro e os moradores. O dia é passado com muita música, celebração, comida, bebida e alegria, levando animação a todas as ruas da localidade. Habitualmente, esta festa coincide com as celebrações do Reguengo do Fetal, pelo que a banda tem de se dirigir para lá para cumprir com os compromissos da filarmónica. Este fim-de-semana, apesar de intenso e cansativo, deixa sempre muitos momentos memoráveis de cumplicidade e diversão.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Notas Soltas (@notas_soltas)

 

Atualmente, o grupo tem vivenciado os impactos da pandemia. Os concertos têm sido residuais, com destaque para a participação no “Comboio d’artistas”, promovido pela Câmara de Leiria em junho. A impossibilidade de se juntarem para conviverem, interagirem e animarem o público através da música – aquilo que mais gostam de fazer – tem tornado este um período de receio, desalento e saudade.

Apesar do ano atípico, ainda será possível assistir a uma atuação natalícia dos Notas Soltas, no entanto, desta vez será preciso ir um bocadinho mais longe. Os Notas Soltas atuam a 21 e 22 de dezembro em Arcos de Valdevez!

Para o Futuro, quando a pandemia abrandar, os Notas Soltas prometem retomar a frequência habitual dos concertos e trazem novidades – o grupo levantou a ponta do véu à TIL e sabemos que está uma música original a caminho de ser lançada. Este era um objetivo há muito tempo desejado, havia a necessidade de criar algo original e pessoal, para melhor transmitir a identidade musical do grupo. Fiquem atentos porque os Notas Soltas ainda vão dar muito que falar… e ouvir!

Por fim, Tiago Pagaimo e Ricardo Monteiro dedicam-se ao estudo profissional da música e deixam algumas palavras encorajadoras aos leitores que pretendam enveredar por este mundo: “vai ser um caminho árduo, no entanto, o importante é persistir e não desistir perante as dificuldades. É um caminho de sofrimento, mas a satisfação de se fazer o que se gosta irá compensar. Nós jovens músicos precisamos de acreditar!”.

A banda encontra-se ao dispor daqueles que pretendem contar com esta energia para animar, quem sabe, algum evento que possa estar a planear. Para saber mais podem contactar através das redes sociais.

Contactos: 

Instagram

Facebook

 

Uníssono é uma rubrica da TIL Magazine, que pretende divulgar projetos de música desenvolvidos no distrito de Leiria.

 

Foto: DR

Festival Sopro: Primeira Edição aliou Arte Urbana e Tradição na Marinha Grande


Chegou ao fim a primeira edição do festival “Sopro: Arte Pública” que aconteceu na Marinha Grande, entre 25 de Outubro e 13 de Novembro, numa iniciativa do Município com curadoria da associação Riscas Vadias, que já organiza o evento Paredes com História, em Leiria. O Festival foi inspirado na tradição vidreira do concelho e contou com três intervenções artísticas: duas pinturas murais e uma escultura no topo do Teatro Stephens.

“Numa terra no meio do pinhal entre Leiria e o mar Atlântico, o Homem criou o vidro da areia da terra e soprou-lhe o fôlego da criatividade.”

Para celebrar as pessoas que marcaram e marcam a vida do concelho, a capital do vidro recebeu Sopro, um Festival de Arte Urbana. O festival pretendeu ajudar à afirmação da identidade local “através da representação e homenagem ao património histórico (edificado e natural), ao património imaterial e à arte do vidro soprado”.

“A arte urbana é uma expressão artística poderosa e impactante que queremos estimular na Marinha Grande, este evento foi o início de um trabalho a longo prazo”, refere a presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande. De acordo com a nota divulgada, a intenção foi conseguir “a afirmação da Marinha Grande como ‘galeria de arte’ num novo cenário de turismo artístico e cultural de âmbito nacional e internacional” e obter o “reconhecimento como ponto de visita obrigatório no ‘tour’ de arte pública urbana”.  O projeto é inspirado na formação do vidro, considerada uma das mais surpreendentes descobertas humanas e com especial destaque para a região da Marinha Grande, detentora de uma reputação incomparável no que toca à defesa da importância do vidro no nosso país.

Em três intervenções artísticas assinadas por Ricardo Romero, Nuno Viegas e Robot, o certame homenageou os vidreiros, os bombeiros e os artistas, em particular, Joaquim Correia (1920-2013), um escultor marinhense cujo centenário do nascimento se celebra este ano.

“Esta é uma cidade muito recente, com 250 anos de uma história que coincide com a chegada de Guilherme Stephens e com a fundação da fábrica de vidro, em torno da qual se deu o seu desenvolvimento. A nossa abordagem foi a importância que o vidro teve para o desenvolvimento da cidade. Optámos por homenagear certos sectores que foram fundamentais para o desenvolvimento do concelho”, explica Ricardo Romero, da Riscas Vadias.

Em jeito de revisão daquilo que por estes dias se passou na Marinha Grande, a TIL reuniu uma nota biográfica dos artistas presentes e a descrição das obras executadas. Fica o convite para realizar uma tour de arte urbana pela nossa região, que já conta com inúmeras obras, cujo impacto artístico não é possível transpor para palavras, terá mesmo de as descobrir e contemplar ao vivo!

Ricardo Romero

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Sopro Festival (@soprofestival)

 

Ricardo Romero (1981) nasceu em Évora, e atualmente vive e trabalha em Leiria. A sua prática artística, com forte influência nas linguagens artísticas urbanas, estende-se por diversas tipologias de trabalho tais como pintura, escultura, fotografia e vídeo. Desde 2004, é convidado para diversas exposições, projetos de arte pública, festivais e publicações. Além de artista, tem sido também o curador e responsável por vários projetos de Arte Pública no decurso dos últimos anos.

Nuno Viegas

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Sopro Festival (@soprofestival)

 

Nuno Viegas, também conhecido por Metis, é um artista português nascido em Faro (1985) e criado em Quarteira. Fundador do coletivo Policromia Crew, teve como ponto de partida o graffiti em 1999. Após concluir os seus estudos em Artes Visuais na Universidade do Algarve mudou-se para Roterdão, nos Países Baixos (2014), onde descobriu uma nova identidade artística e começou a desenvolver a sua pintura, fortemente influenciado pelo graffiti. Esta subcultura do hip-hop tem sido o ponto central da produção do artista e a sua maior fonte de inspiração. Nuno apresenta-nos um contraste entre a realidade visualmente agressiva e suja deste mundo e a sua representação pacífica e limpa nas suas obras. A abordagem a este tema é um contínuo tributo a todos aqueles que dedicam parte das suas vidas a esta cultura, em busca de momentos, a troco de quase nada, no seio de uma sociedade cujo principal objetivo é a conquista de dinheiro e poder. Podemos ver o seu trabalho a expandir, em paredes e exposições de arte pelo mundo, com o objetivo de melhorar e avançar para o seu sonho – dar um tag (assinatura) na Lua.

Robot

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Sopro Festival (@soprofestival)

 

De nome artístico Robot, Fábio nasceu em Lisboa, em 1995. Vive e trabalha na mesma cidade. O seu interesse pelas práticas artísticas urbanas deu lugar ao cruzamento de várias linguagens, passando pela sua formação académica em escultura e audiovisuais, que lhe permitem problematizar acerca de temas que ressaltam no panorama da cultura atual. A diversidade de projetos e exposições em que participa, permite-lhe explorar os limites da sua prática, da expressão visual, e refletir sobre as proporções que a mesma pode adquirir.

 

No decurso do festival nasceram duas pinturas murais e uma escultura, inspiradas na ideia de que “a arte está na forma como o sopro dá corpo às coisas”.

Perseverança (Robot e Ricardo Romero)

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Sopro Festival (@soprofestival)

 

Na torre do quartel dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande foi pintada a obra “Perseverança”, que retrata a figura de uma bombeira. De acordo com os artistas, “é do conhecimento geral, que grande parte dos bombeiros em Portugal são voluntários. Homens e mulheres colocam a vida em risco para combater as chamas e ajudar os outros, sem pedir nada em troca. Esta pintura mural pretende, por um lado, ser vista como uma homenagem ao corpo de bombeiros, e por outro, através de um referente à natureza – o coelho– fazer referência à mata como um local recorrentemente em risco pelos fogos, que têm devastado várias regiões por todo o país”.

Clarão (Nuno Viegas e Ricardo Romero)

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Sopro Festival (@soprofestival)

 

Na fachada de um edifício na zona de Casal do Malta, junto à esquadra da PSP, nasceu esta pintura mural como uma homenagem à arte vidreira. A obra resulta da colaboração dos artistas Nuno Viegas, autor das mãos que detêm uma folha de papel, sobre a qual Ricardo Romero reproduziu uma fotografia de época, imagem histórica que evoca a tradição do vidro enquanto uma matéria-prima essencial para o desenvolvimento socioeconómico da Marinha Grande, desde os seus primórdios até à contemporaneidade.

É importante referir um detalhe, que à primeira vista pode passar despercebido: do sopro do artesão que cria uma peça em vidro sai um pássaro. Este pássaro não é nada mais que uma metáfora, não só para a importância da matéria-prima em uso, mas também, à semelhança da primeira intervenção, uma referência à natureza e ao património natural que envolve o concelho dos vidreiros.

Sopro (Ricado Romero)

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Sopro Festival (@soprofestival)

 

A terceira intervenção do festival surge no âmbito do centenário do escultor Joaquim Correia. É uma escultura com cerca de três metros de altura, que homenageia os artesãos do vidro. Nesta, a referência à natureza é subtil, com a presença de um esquilo no ombro da figura. O interesse do artista pela natureza e os recursos essenciais que dela provêm, são desde logo o motivo de grande parte da sua obra.

 

Pode ver rever mais detalhes do festival aqui.

 

Foto: DR

11 cabeleireiros em Leiria – Os melhores locais para renovar o seu look


O cabelo é a moldura do rosto e, por isso, a TIL foi à procura de alguns dos melhores cabeleireiros em Leiria e deixa-lhe 11 sugestões para o ajudar na hora de escolher o local onde vai renovar o seu look e aniquilar os bad hair days, aos cuidados de quem mais percebe do assunto.

Seguir esta lista alfabética de sugestões é o truque para todos elogiarem o seu novo corte de cabelo, bem sabemos que aquele corte que fica mesmo bem feito faz toda a diferença e até nos dá uma força extra para enfrentar os dias.

Fique a conhecer 11 cabeleireiros em Leiria para renovar o seu look:

Amados

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Amados Cabeleireiros Oficial (@amados.cabeleireiros)

 

“Paixão e dedicação faz parte do nosso dia-a-dia, temos os melhores profissionais para a total satisfação de todos os nossos clientes. Em todos os nossos salões temos técnicos com a mais elevada experiência e em formação constante para que todos os nossos clientes sejam tratados e usufruam de serviços de topo. Fruto de uma carteira de Clientes em constante crescimento e cada vez mais exigente, contamos com uma equipa altamente multifacetada e qualificada, que encara cada Cliente como um novo desafio, garantindo a sua total satisfação. Sentimos a responsabilidade de acompanhar a evolução do mercado, tendo ao seu dispor os melhores e mais variados produtos, de forma a assegurar uma resposta eficiente às necessidades dos nossos Clientes.”

+info: Av. Eng. Adelino Amaro da Costa, 2415-367 Leiria | Rua Álvaro Pires Miranda, 2415-369 Leiria | IC2, R. do Alto Vieiro, Leiria | +351 244 815 315 | geral@amadoscabeleireiros.pt | Segunda a Sexta: 10H00 – 23H00 | Sábado: 10H00 – 19H00

Bruna Canale – Curls and Beach Hair

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por B R U N A C A N A L E (@brunacanale.oficial)

 

Bruna Canale é uma Makeup & Hair Artist formada em maquilhagem profissional em vários institutos como a Make Up For Ever, em Lisboa, e o Instituto L’Oreal. A sua passagem de 5 anos por terras brasileiras foi a experiência que mais a ajudou a lapidar o seu talento. A profissional desenvolveu uma técnica excelente que promete usar para tornar as suas clientes ainda mais encantadoras. Bruna Canale confessa “Foram 33 anos de treino intensivo no meu próprio cabelo. Por mais formações que tenha realizado, nada como a minha experiência pessoal. Hoje posso considerar-me Expert em corte de caracóis. Cuidar de caracóis requer paciência, amor e muito carinho.”

+info: Rua Barão Viamonte (Rua Direita) N:70 2400-261 Leiria | Facebook

Cabeleireiros do Liz

Foto: Facebook Cabeleireiros do Liz

Nos Cabeleireiros do Liz, marca que homenageia o rio da nossa cidade, encontrará um ambiente familiar, uma equipa dinâmica e criativa, as melhores marcas do mercado e as últimas tendências em corte, coloração e tratamentos de cabelo, rosto e corpo. Os cabeleireiros dão o máximo para que a qualidade do serviço seja irrepreensível e para que o cliente viva uma experiência única. Uma atitude própria dos profissionais dos Cabeleireiros do Liz que não falha desde a criação dos seus salões!

+info: C. C. Maringá – Leiria 2400-118 Leiria | Segunda a Sábado: 09h às 20h; Domingo: 09h às 18h | Facebook | 244 811 876 | cabeleireiros_do_liz@hotmail.com

Coisas de mulher

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Coisas de Mulher (@coisasdemulher.pt)

 

“Um conceito criado a pensar em si! Uma mulher inteligente, Sensual e Sofisticada…Os nossos dois espaços, de distinção em Leiria, dispõem das mais recentes técnicas e novidades de estética, cabeleireiro e moda. Somos uma equipa de excelência com profissionais altamente qualificadas e capacidade de resposta para as exigências de cada ocasião. Cuide de si! A mente e o corpo agradecem.”

+info: Avenida 22 de Maio | Lote 46 R/C B | 2415-396 Leiria | (+351) 914 448 005 | Website Coisas de Mulher

DanyScissorHands by D&S

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por DanyScissorHands (@danyscissorhands)

 

“Dany ScissorHands Atelier é um espaço situado no centro da cidade de Leiria, especializado na transformação de visual. Um Makeover Studio com uma visão única no processo de melhoramento do Visual e do Bem-estar, para quem deseja uma alteração para harmonizar, fundir e transmitir a sua personalidade única, enquanto se sente em casa. Atreva-se a ser diferente! Cada pessoa tem o seu estilo muito próprio, venha encontrar o seu e sinta-se bem! Deixe a técnica connosco e deixe a sua personalidade aparecer de forma mais genuína!”

+info:  Avenida Engenheiro Adelino Amaro da Costa 295 Edificio Portas do Sol LT 3 C01, 2415-367 | 913 399 243 | Segunda a Sexta: 09h-13h/15h-19h | Sábado: 09h-13h/15h-18h

Ermelinda Beauty Center

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Ermelinda Cabeleireiros (@ermebeautycenter)

 

“Os cabeleireiros Ermelinda Beauty Center assumiram desde muito cedo como missão dedicar-se à arte do cabelo e contribuir para melhorar a imagem dos portugueses. O nosso principal objetivo é realçar a beleza natural de cada um dos nossos clientes e contribuir para o seu bem-estar físico e psíquico. A filosofia de trabalho dos salões Ermelinda Beauty Center prima pela qualidade dos serviços prestados e produtos utilizados, pela diferenciação no atendimento e pela constante inovação e adaptação às novas tendências. Consideramos cada cliente como único e procuramos responder às suas necessidades de forma personalizada e qualitativa.”

+info: Rua Vasco da Gama 12, Leiria | 244 832 631

Fernanda Cabeleireiros

Foto: Facebook Fernanda Cabeleireiros

Sob o lema “Ser cabeleireiro não é uma profissão, é uma ARTE”, encontrará no Telheiro, a Fernanda Cabeleireiros, um salão cuidado, onde não falha a atenção ao detalhe e, em especial, ao cliente. O equilíbrio entre a saúde do cabelo, as tendências de moda e o estilo pessoal de cada cliente é o exigente desafio a que esta equipa se coloca diariamente. A alegria de contribuir para a beleza e bem-estar dos clientes – é o segredo para o sucesso do espaço e para a fidelização dos clientes.

+info: Urb. Vale Grande Lt. 2 – R/C – T Telheiro – Barreira 2410-268, Leiria | 244 856 698

Glamour Hairstyle & Spa

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Alda Santos (@aldasantosdavines)

 

“O conceito do Glamour nasce pelo Amor à Beleza, enquanto cuidamos da Alma. Aqui, encontrará profissionais especializados em todas as novas tendências de Cabelo e Estética. O espaço Glamour foi criado com um ambiente minimalista, zen, cromoterapia, discrição, privacidade e comodidade. Assim, privilegiamos todos os pormenores Estéticos e Visagísticos do cliente. Glamour Hairstyle&Spa – o espaço que valoriza a sua imagem e bem-estar…”

+info: Largo da Infantaria 7, n.26/27 2410 -111 Leiria 2410 Leiria | 244047977 / 912457180 | Terça a Sábado: 09h-19h

Susana Cabeleireiros e Estética

Foto: Facebook Susana Cabeleireiros

No Susana Cabeleireiros e Estética encontrará uma equipa de profissionais experientes, as melhores marcas de produtos no mercado e todas as condições de conforto necessárias para o bem-estar dos clientes e colaboradores. A missão deste espaço é proporcionar um cabelo saudável e luminoso, com um corte e cor adequados à preferência e fisionomia de cada cliente. Um espaço onde impera a boa-disposição e a paixão pelo cabelo – Porque nenhum corte é apenas um corte… é a arte de esculpir o cabelo. 

+info: Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, Lt.8 – Lj. 2 2415 Leiria  | 244 855 813 | susaninhapr@hotmail.com | Terça a Sábado: 09h-20h

Tosquia

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Tosquia Cabeleireiros (@tosquiacabeleireiros)

 

“Foi em 1995 que Vasco Santos começou a cortar cabelos. Recebeu diversas formações nessa área, trabalhou em vários salões como cabeleireiro e tornou-se formador ao serviço das mais conceituadas marcas de produtos em Portugal. Em 2007 abriu o seu próprio projeto, que renovou e rebatizou de TOSQUIA CABELEIREIROS no final de 2012. Irreverente e ousada – a marca “TOSQUIA” incorpora os valores pelos quais a equipa se orienta diariamente: a comunicação com o cliente e a personalização do serviço prestado. No espaço TOSQUIA CABELEIREIROS o cliente encontra no corte e no visagismo os serviços chave do conceito – a adaptação do corte ao rosto, aos hábitos e às necessidades do cliente, para que este regresse a casa com uma maior autoconfiança e um visual fácil de reproduzir diariamente.”

+ info: Rua Machado dos Santos nº43, Loja ½, 2410-128 Leiria | geral@tosquia.pt | 244 837 002 | 967 413 315 | Terça a Sexta: 9h00 às 21h00 | Sábado: 9h00 às 18h00

Venâncio

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Venâncio – cabeleireiros (@venancio.cabeleireiros)

 

“Conte com os 30 anos de experiência da Venâncio Cabeleireiros para obter o penteado que deseja. Venâncio cabeleireiros é um espaço urbano dedicado à beleza e bem-estar. Com serviços na área do styling de cabelo, coloração, tratamentos capilares e cirurgia estética capilar, entre muitos outros.”

+info: R. Venceslau de Morais, 2400-258 Leiria | 244 734 708 | Segunda: 14h-20h | Terça a Sábado: 09h-20h

 

Descubra estes cabeleireiros em Leiria, onde pode ir tratar do cabelo com todos os cuidados e recomendações a que estes tempos obrigam.

 

Fotos: DR

Alcobaça – Doces e Licores Conventuais 2020


Os doces e licores conventuais estão de regresso, de 26 de novembro a 1 de dezembro, mas este ano, devido às restrições impostas pela pandemia, serão os estabelecimentos alcobacenses, com tradição na mostra, que vão receber o evento.

Alcobaça cresceu à sombra do mosteiro e a longa duração dos monges brancos no território deixou marcas culturais profundas, um património material e imaterial singular que cumpre valorizar e potenciar. Os mosteiros cistercienses estão associados à criação de vinhos, destilados e licores. Em Alcobaça produziam-se vinhos brancos, vermelhos, vinhos de feitoria e aromatizados nomeadamente com mel, licores (por exemplo de ginja) e destilados. A produção de doces e geleias de frutas era entregue pelo mosteiro a doceiras da região. Doces de laranja, cidrão, pêssego, abóbora e figo eram os mais requisitados. A apropriação da herança tem aberto caminho à criatividade e inovação e os pasteleiros alcobacenses têm-no feito com inegável mestria.

Em homenagem a esta tradição conventual, que é uma marca identitária no coração dos alcobacenses, irá realizar-se a 22ª edição dos “Doces & Licores Conventuais”.

Perante as contingências relacionadas com a pandemia e em reposta à proposta feita pela Associação Comercial, de Serviços e Industrial de Alcobaça e Região de Leiria (ACSIA), a Câmara Municipal de Alcobaça irá realizar o evento de 26 de novembro a 1 de dezembro, desta vez num formato bem diferente.

De forma a manter o espírito do evento bem vivo e a não perder esta dinâmica empresarial e turística, o Município de Alcobaça associou-se às 12 casas do concelho com maior tradição e presença regular na mostra, que irão proporcionar um conjunto de novidades e ofertas especiais (nos próprios estabelecimentos) durante os dias do evento. “Em tempo de pandemia, todos os incentivos à atividade económica, particularmente este sector carismático, são necessários. A Câmara Municipal quer ajudar de forma simbólica, apelando aos munícipes para o consumo destes produtos numa lógica de apoio à economia local”, explica o Presidente da Câmara Municipal.

Este ano, devido à nova modalidade adotada, face às condições epidemiológicas do país, não se realizará o habitual concurso de melhor doce conventual e de melhor licor. No entanto, recordamos que no ano passado (2019) os vencedores foram a “Delícia do convento”, da pastelaria Alcôa e o “Licor de Singeverga 30% Vol.”, do Mosteiro de Singeverga (St. Tirso).

 

Para ir abrindo o apetite e estimular a gulodice, a TIL deixa-lhe a lista dos estabelecimentos participantes nesta edição dos “Doces e Licores Conventuais” e respetivas especialidades gastronómicas: 

ALCOBAÇA TOURISTIC SHOP

A marca registada Abadia de Alcobaça tem cinco anos de criação, foi lançada para dar cobertura à produção de licores no concelho de Alcobaça, invocando assim a tradição monástica ancestral na produção licoreira. Mas também para salientar a ligação antiga de Alcobaça e do seu Mosteiro à produção de licor de ginja.

Especialidades: Licor de Ginja, de Amora e Licor de Frutos Silvestres.

+Info: alcobacatouristicshop@gmail.com | T. 262 144 152 | 917 871 813 | Praça da República, 1 – 260-073 Alcobaça | 10h00-19h00 (todos os dias)

ATELIER DO DOCE

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Atelier do Doce – Pastelaria (@_atelierdodoce_)

 

António Saraiva iniciou o seu percurso pasteleiro com apenas 11 anos de idade dedicando, desde aí, toda a sua vida em volta desta deliciosa arte. Assim surge uma das mais antigas e conceituadas pastelarias de Alcobaça, a “Pastelaria Saraiva”, fundada em 1960 pelo Mestre António Saraiva e sua esposa, pais de Catarina Saraiva que, juntamente com o marido Rui Marques, criou o Atelier do Doce em 2006, uma empresa que se dedica a 100% à produção e venda de bolos de pastelaria.

Especialidades: Segredo de São Bernardo, Amor Meu e Tiaras de D. Inês.

+Info: encomendas@atelierdodoce.pt | T. 262 509 337 | www.atelierdodoce.pt | Rua da Escola nº3 Casal do Amaro – 2460-196 Alfeizerão | 09h00-18h30 (segunda a sábado, incluindo feriados)

CAFÉ RESTAURANTE TRINDADE

O Café Restaurante Trindade abriu em 1924 como café, em 1928 alargou a atividade para a restauração e é reconhecido como um dos mais antigos e conceituados restaurantes da cidade de Alcobaça. Localizado no centro histórico, na Praça D. Afonso Henriques, é um exemplo de longevidade e uma referência para muitas gerações de alcobacenses.

Especialidades: Barretes, Cornucópias e Trouxas de ovos.

+Info: 262 582 397 | 912 122 614 | Praça D. Afonso Henriques, 22 – 2460-030 Alcobaça | 09h00-22h00 (todos os dias)

CASA DO PÃO DE LÓ DE ALFEIZERÃO

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por @a_casa_do_pao_de_lo

 

A Casa do Pão de Ló de Alfeizerão foi fundada em 1925, pela Sra. Adília Matos Vieira, com o propósito de fazer e comercializar o Pão de ló, cuja receita veio das freiras do Mosteiro de Coz. Mantém esta tradição e qualidade, ao longo dos seus 95 anos de existência, sendo das empresas mais antigas do concelho de Alcobaça, em permanente laboração.

Especialidades: Pão de Ló de Alfeizerão, Pão de Ló de Coz e Trouxas de ovos.

+Info: 262 999 558 | Largo do Pão de ló, nº3 Alfeizerão – 2460-138 Alfeizerão | 08h00-20h00 (todos os dias)

CASA DOS DOCES CONVENTUAIS

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Casa dos Doces Conventuais (@casadosdocesconventuais)

 

Este estabelecimento destina-se ao fabrico artesanal de doçaria conventual. Doces Conventuais de Alcobaça com História!

Especialidades: Pudim dos Frades do Mosteiro de Alcobaça, Papão de Anjo e Bolo Real de São Bernardo e Cornucópias.

+Info: 262 595 063 | Praça D. Afonso Henriques Nº4 2460-030 Alcobaça | Rua Virgínia Vitorino Nº42 – 2460-073 Alcobaça | 08h45-19h30 – Praça D. Afonso Henriques | 08h30-19h30 (todos os dias)

DAVID PINTO & COMPANHIA, LDA – GINJA M.S.R. DE ALCOBAÇA

Um licor de Ginja absolutamente natural e artesanal, de qualidade ímpar, que reúne em si o saber, a tradição ancestral dos Monges de Cister e a qualidade excecional dos frutos da região de Alcobaça.  O licor de Ginja MSR surgiu em Alcobaça, na década 20 do século XX, pela mão de Manuel de Sousa Ribeiro, reputado enólogo na época, sendo a marca e modelo exclusivo da garrafa registados em 1930. A empresa tem pomar próprio, cultivando o fruto no modo de produção integrada. A produção anual é limitada à quantidade de fruto disponível em cada ano.

 Especialidades: Licor de Ginja M.S.R. de Alcobaça.

+Info: 262 598 268 | 262 580 080 | vendas@omassa.com | www.ginja.pt | Rua Eng. Duarte Pacheco, nº19 – 2460-043 Alcobaça | 10h00-20h00

DF DESTILARIA

A DF destilaria foi constituída a 25 de fevereiro 2016, com sede social no concelho da Ribeira Grande, São Miguel, Açores. A empresa tem como atividade principal a produção e comercialização de bebidas alcoólicas nomeadamente espirituosos e licores, bem como xaropes e outras bebidas não alcoólicas. Devido à nova situação económica e social mundial, os desinfetantes de base alcoólica passaram a ser mais uma área da DF destilaria. É na vila de Pataias, no concelho de Alcobaça, que se encontra a sua mais recente unidade de produção, destilaria, armazém e escritórios.

 Especialidades: Ginja “Amar” e Licor de Ovos Moles de Aveiro.

+Info: 244 244 905 | Rua da Estação Nº111 – 2445-287 Pataias, Alcobaça | 11h00-13h00 e 14h00-20h00

GEORGINA MIRÃO

Há 54 anos que a D. Georgina Mirão trabalha em Doçaria Conventual. Começou aos 11 anos na antiga Confeitaria Francisco Guido (herdeira do antigo receituário do Mosteiro de Alcobaça). Desde 1966 que trabalha por conta própria nas receitas que herdou dessa antiga fábrica, os seus produtos estão representados em várias casas de Alcobaça, assim como em Lisboa e em Coimbra.

 Especialidades: Grades de Alcobaça e as bolachas de manteiga. Por encomenda: Queijadas de Amêndoa; Rosáceas de Amêndoa; Barriga dos Monges e Coroa de Maçã

+Info: 962 585 467 | Rua D Nº4, Ganilhos 2460-612 Alcobaça | 09h00-14h00

PADARIA LÉRIAS

Casa centenária, fundada em 1898, com tradição no fabrico de padaria artesanal e confeção de bolos regionais há quatro gerações!

Especialidades: Coscorões, Broa do Mosteiro e Queijadas de Santa Maria de Alcobaça.

+Info: Loja de Turquel – 262 919 845, Rua Principal 12 2460-876 Turquel | Loja da Benedita – 262 920 710, Rua da Serradinha 6B 2475-166 – Benedita | Turquel – 06h30-21h00 – segunda a sábado | 07h30-13h00 – domingo | Benedita – 06h30-20h00 – segunda a sábado | 07h30-13h00 – domingo        

PASTELARIA ALCÔA

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Alcôa (@alcoa_pastelaria)

 

Na Alcôa, desde 1957 que se dedicam à centenária arte de bem confecionar, em recipientes de cobre, os doces conventuais, seguindo a tradição dos Monges de Cister que habitaram a região de Alcobaça. O nosso trabalho, orientado pelo rigor e pelo entusiasmo que colocamos na pesquisa dos saberes antigos e no estudo das atas dos conventos de Sta. Maria de Alcobaça e de Coz, tem sido recompensado com inúmeros prémios. A paixão pela nossa terra e o respeito pela herança cultural de que somos depositários, impele-nos a querer ir mais além, para continuarmos a merecer o título de Mestres em Doces Conventuais.

Especialidades: Cornucópia, Delícia do Convento e Coroa da Abadesa.

+Info: 262 597 474 | Praça 25 de Abril Nº44 – 2460-018 Alcobaça | 08h30-19h30

QUINTA DAS POESIAS

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Gaëlle Lou (@miam_gaellelou)

 

A Quinta das Poesias começou em 2006, quando começaram a fazer as compotas quase por “brincadeira”, surgindo depois clientes a pedir cada vez mais coisas novas.

Especialidades: Compotas de vários sabores e marmelada.

+Info: 262 918 201 | Rua vale da Rosa Nº9 Ardido – 2460-817 Turquel | 09h00-17h00

RESTAURANTE ANTÓNIO PADEIRO

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por António Padeiro | Restaurante (@antoniopadeirorestaurante)

 

Restaurante fundado em 1938, mantendo-se, até hoje, na mesma família. Cozinha tradicional portuguesa e doçaria conventual.

Especialidades: Sopa Dourada, Pecado do Céu e Paraíso

+Info: 963 708 268 | Rua D. Maur Cocheril nº 27 – 2460 Alcobaça | 12h00-15h00 – 19h00-22h00

 

Para além da componente gastronómica está também agendado o “Concerto da Justiça”, dia 30 de novembro pelas 19h, com o Ensemble de Cordas Orquestra Clássica do Centro. As oficinas conventuais têm transmissão online e assim possibilitam a partilha de saberes gastronómicos. Têm lugar também, neste evento, as exposições “Manipulações ilustradas” e “Marionetas de Fios” e o festival “Novo Palco” que combina música, teatro, stand-up, dança e multimédia.

Esta edição especial é também dedicada aos profissionais que estão na linha da frente no combate e na mitigação dos efeitos da pandemia. Os heróis da pandemia, incluindo médicos, enfermeiros, funcionários de IPSS e forças de autoridade como bombeiros, GNR e PSP, recebem, da parte da ACSIA, cerca de 3 mil vouchers para consumo de doces conventuais nos locais aderentes a esta edição especial. “A Câmara de Alcobaça e os parceiros irão fazer desta semana gastronómica a expressão de um profundo sentimento de gratidão.”

Para mais informações relativas ao evento poderá consultar Doces e Licores Conventuais.

 

Foto: DR

Passadiços das Fragas de São Simão: o percurso está a ser ampliado


Os passadiços na zona envolvente da praia fluvial das Fragas de São Simão continuam a crescer. Um novo troço está a ser construído para ligar o percurso existente à zona da ermida de São Simão.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Fragas de São Simão (@fragasdesaosimao)

 

Os passadiços já existentes, inaugurados em julho 2020, têm feito as delícias de quem visita a zona.

A estrutura de madeira tem cerca de dois quilómetros de extensão, fazendo a ligação entre a aldeia de xisto de Casal de São Simão e o altaneiro miradouro, com vista sobre a zona verde do interior – também requalificado de forma a enquadrar-se como elemento deste percurso – passando pela deslumbrante zona balnear, onde a Ribeira de Alge rasga o maciço rochoso e segue o seu caminho em direção ao Zêzere.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Portugal ✦ SUPER PORTUGAL 🇵🇹 (@super_portugal)

 

O troço mais emblemático do Passadiço das Fragas de São Simão é a gigantesca (e instagramável) escadaria que liga o Miradouro à Praia Fluvial das Fragas de São Simão.

Este projeto tem possibilitado aos visitantes percorrerem, com reduzido impacto ambiental, um caminho que os leva da aldeia até à praia que é escoltada pelas fragas que a batizam. Deste modo, o percurso permite desfrutar da paisagem típica da Serra da Lousã, no concelho de Figueiró dos Vinhos, bem no centro de Portugal.

Já se encontra a decorrer a segunda fase de construção do projeto: mais de um quilómetro de passadiços, com partida da Ermida de São Simão, um dos templos mais antigos de Figueiró dos Vinhos, datado de 1458.

Este novo troço de percurso pedonal pretende alargar a interligação das atrações existentes (ermida, aldeia, praia fluvial, património natural, miradouro e a oferta turística ao nível da restauração, alojamento e animação turística), melhorar a acessibilidade e dar continuidade à execução do plano global de valorização turística de Figueiró dos Vinhos.

O valor de investimento é de cerca de 63 mil euros, comparticipado em 85% pelo CENTRO2020, no âmbito do PROVERE – Rede das Aldeias do Xisto 2020, cuja entidade gestora é a ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto.

A empreitada em curso pretende “complementar a oferta” e “permitirá a valorização turística da zona, potenciando a atratividade, não só por via do reforço da oferta, mas também pelo incremento da notoriedade da região como destino turístico no âmbito da rede das Aldeias do Xisto”.

 

Foto: DR

Joy Beach House – O local ideal para relaxar e celebrar a alegria de viver


Situado em São Pedro de Moel, o Joy Beach House é um boutique hotel com 5 suites independentes, onde é possível usufruir da simbiose entre as cores da praia e a brisa do pinhal. Num ambiente confortável e luminoso, onde predominam os elementos decorativos naturais, os hóspedes são convidados a desacelerar, respirar, observar e desfrutar.

O Joy Beach House, que abriu ao público no dia 2 de setembro de 2020, localizado onde outrora existia a mediática Residencial Santa Rita, é a nova aposta hoteleira da região.

Fruto de um sonho antigo, o projeto que estava na gaveta há cerca de 12 anos, ganhou finalmente vida e está pronto a receber todos os que queiram acrescentar um pouco mais de joy às suas vidas!

O entusiasmo é notório na voz de Igor Canale, formado em turismo e responsável pela concretização deste projeto, enquanto partilha como decorreu todo o processo de transformação da casa, que já pertencia à sua família, neste boutique hotel.

Não sendo adepto do turismo de massas, há muito que Igor notava a necessidade de um projeto desta tipologia na região – “um ambiente pequeno, intimista, com personalidade, capaz de desacelerar até os mais rápidos e incontroláveis corações e onde os hóspedes se sentissem em casa”, refere.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por J O Y (@joy.beachhouse) a

 

O ambiente é confortável e descontraído, porém com muita identidade, inspirado no slow living, no estilo boho e na simplicidade da natureza. A decoração do espaço foi concebida com recurso a elementos naturais, nomeadamente pedras, flores secas e madeira abandonada dos incêndios de 2017. Igor teve uma participação ativa na concepção de todo o projeto e na construção dos elementos decorativos, de forma a garantir o cunho pessoal na essência do local.

A versatilidade é uma característica presente no Joy, garantindo um ambiente cool de casa de praia no verão e, simultaneamente, uma envolvência cozy para os dias de inverno. Segundo Igor, o nome Joy Beach House surge da grande vontade de “colocar alegria em tudo o que se faz”, proporcionando aos hóspedes uma experiência de conforto, descontração, privacidade e bem-estar, “como se de um prolongamento das suas residências se tratasse”.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por J O Y (@joy.beachhouse) a

 

O Joy tem uma localização privilegiada, numa das regiões mais belas de Portugal e da região centro, entre o extenso Pinhal de Leiria e as praias de São Pedro de Moel. Esta pequena vila de praia é perfeita para quando se pretende fugir da correria da vida quotidiana. Em São Pedro de Moel é possível caminhar por entre as casas pitorescas, percorrer o pinhal, visitar o farol do Penedo da Saudade ou a casa-museu do escritor Afonso Lopes Vieira, desfrutar de peixe e marisco fresco, fazer praia num dia quente de verão ou simplesmente contemplar a natureza, envolta na bruma característica da região. A localização é ainda conveniente para quem pretende visitar outros pontos de interesse na zona centro, por exemplo, Fátima e Nazaré.

Apesar da dificuldade em eleger o seu local predileto em São Pedro de Moel, o anfitrião Igor, recomenda uma visita à Praia Velha e da Concha e um passeio pela Volta dos 5 e pela Volta dos 7, “tirando assim partido da localização do Joy, bem na fronteira entre o verde e o azul”, comenta.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por J O Y (@joy.beachhouse) a

 

A envolvência idílica combina com o que se descobre no interior da casa. A sala de estar foi concebida para ser um local onde é possível relaxar e “fazer o tempo parar”. O espaço é decorado por linhos, algodão, madeiras recicladas, pedras naturais e plantas tornando o ambiente apaziguante e confortável para recuperar energias. Neste espaço é possível encontrar a biblioteca e o Honesty Bar, o cantinho preferido de Igor que, segundo ele, “melhor traduz o que é a identidade do Joy”. Os hóspedes são convidados a preparar algo para beber ou ler um livro, deixando-se embalar pelo conforto da natureza ao seu redor.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por J O Y (@joy.beachhouse) a

 

Os espaços comuns incluem também uma piscina e jacuzzi aquecidos, bem como os irresistíveis terraços, decorados e equipados com cadeiras suspensas, redes de descanso, horta biológica e toda a envolvente de São Pedro de Moel.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por J O Y (@joy.beachhouse) a

 

As 5 suites independentes assumem diversos temas, alinhados com a identidade do Joy. A suite Garden apresenta motivos botânicos e uma vista privilegiada para o pinhal. Na suite Sand, a temática é o boho-chic com um ambiente cheio de personalidade. Para um ambiente mais boémio e despojado, a escolha é a suite Folk. Caso pretenda usufruir de uma noite no conforto de um verdadeiro ninho, existe a suite Nest. Por fim, a suite Sea encontra-se no topo da beach house e dispões de um terraço com vista mar e uma banheira-jacuzzi no interior e no exterior.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por J O Y (@joy.beachhouse) a

 

O projeto tem também uma vertente sustentável como traço de identidade, por isso, integra a preocupação ecológica na funcionalidade e estética da casa. O Joy não utiliza ar condicionado – para o aquecimento utiliza piso radiante e painéis solares e o arrefecimento é feito através de ventoinhas portáteis e da ventilação natural com recurso às grandes janelas, que também proporcionam uma excelente fonte de iluminação natural. A utilização de plásticos e derivados é reduzida ao máximo e muitos dos elementos decorativos resultam da restauração de outras peças já existentes.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por J O Y (@joy.beachhouse) a

 

No Joy Beach House tudo foi pensado ao pormenor para que nada falte durante a estadia. Existe a possibilidade de aluguer bicicletas vintage para fazer um passeio à beira-mar, percorrer a estrada atlântica e contemplar o farol do Penedo da Saudade. Caso opte por um piquenique no pinhal, ou ao pôr-do-sol, é também possível encomendar uma cesta de piquenique recheada de produtos regionais. Por último, se quiser levar uma lembrança da inesquecível estadia, o Joy Beach House dispõe de uma lojinha com artigos feitos na região de Leiria, nomeadamente vinho, cerâmica, artesanato, compotas e têxteis.

O contexto atípico e incerto da pandemia não demoveu a vontade de concretizar o projeto. A abertura está a decorrer em soft opening, cumprindo todas as regras impostas pela DGS e na esperança de que o turismo esteja a funcionar dentro da normalidade no próximo verão.

O balanço daqueles que já por lá passaram é muito positivo e todos manifestam o desejo de regressar no futuro.

Fica a sugestão para aproveitar este novo spot da região. Terá oportunidade de deixar os raios de sol e a brisa do mar entrar no seu quarto, conhecer idílicos caminhos que percorrem o pinhal, usufruir de um dia de praia ou fazer um piquenique e respirar o mais puro dos ares, voltar a ler aquele livro que deixou a meio enquanto saboreia a sua bebida favorita, relaxar na piscina e ver o sol descer atrás da linha do horizonte. En-Joy!

 

Mais Informações:

Website / Facebook / Instagram

Morada: Praceta Pinhal Do Rei, Nº1 São Pedro De Moel, 2430-532 São Pedro De Moel

 

Foto: DR

VICARA – A promissora marca de Design das Caldas da Rainha que brilha na loja do MAAT


VICARA, marca de design Caldense especializada em editar produtos de uma comunidade local de designers e makers, e a loja do MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia), em Lisboa, estabeleceram recentemente uma parceria para o desenvolvimento de produtos para a loja do museu.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por vicara_design (@vicara_design) a

 

O projeto assenta no desenvolvimento de produtos que utilizem materiais autóctones e que assumam a identidade do MAAT. O primeiro conjunto de produtos desenvolvidos já está disponível para compra, na loja do MAAT, desde setembro. O conjunto de peças em cortiça inclui uma base para quentes, uma base para copos (set de quatro unidades) e individuais para a mesa.

Os parceiros intervenientes no projeto referem que “o projeto tem em consideração o perfil do visitante do MAAT, assim como a identidade do museu”, no design das peças encontram-se referências à sala oval do museu e o padrão escolhido remete para os azulejos que preenchem a fachada do MAAT.

Na elaboração das peças, a cortiça foi o material eleito – a escolha deveu-se não só à resistência térmica do material, mas também à sua “naturalidade, sustentabilidade e estética”. Por último, foi também considerada a particularidade de ser necessário um material fácil de transportar para os visitantes (leve, não quebrável e flat).

Não é a primeira vez que produtos desenvolvidos pela marca estão à venda na loja do MAAT, ainda assim esta nova parceria aproxima e cria um vínculo mais estreito entre as duas entidades, movidas pela paixão comum do mundo do design.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por vicara_design (@vicara_design) a

 

A marca VICARA, originária das Caldas da Rainha, já existe desde 2011, tendo uma identidade definida pelo desenvolvimento de “objetos quotidianos desenhados e produzidos em Portugal, inspirados na nossa cultura e contexto envolvente, que pretendem adicionar um pouco de criatividade às nossas casas”.

A marca é especializada em editar produtos de uma comunidade local de designers e makers. Para além dos produtos que edita e que figuram no seu catálogo, a VICARA é também um estúdio que utiliza uma abordagem baseada na metodologia do design para criar estratégias, histórias e produtos para outras marcas.

A VICARA é muito mais do que uma forma de vender peças de design, trata-se de uma comunidade formada por colegas e amigos, que apoiam jovens autores na edição dos seus projetos, procurando expandir as fronteiras do design português e divulgá-lo pelo mundo.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por TASCO (@tasco_tableware) a

 

À frente do projeto está o jovem leiriense Paulo Sellmayer que, em 2011, depois de terminar a licenciatura na ESAD.CR (Escola Superior Artes e Design de Caldas da Rainha), decidiu juntamente com um colega, Fábio Afonso, investir numa forma de promover os seus próprios projetos, surgindo assim a VICARA. Na altura começou como um part-time, mas hoje conta já com uma comunidade de mais de 16 designers, de norte a sul do país, no seu catálogo.

Atualmente, a editora possui no seu catálogo duas linhas principais, ambas direcionadas para a casa:

 “Cmyk” – inclui um conjunto de garrafa e dois copos que jogam com a luz e a cor, usando a transparência e a mistura de tons, a “Calçada B/W”, um par composto por saleiro e pimenteiro inspirado na calçada portuguesa, a iluminação Cartonado pedant lamps e o mobiliário Ludity chairs.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por vicara_design (@vicara_design) a

 

“O TASCO” – coleção que homenageia a gastronomia tradicional portuguesa, através da reinterpretação por novos designers, que criaram oito peças originais em loiça de barro vermelho, como a lateira de Rui Pereira ou a azeitoneira de Luís Nascimento.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por TASCO (@tasco_tableware) a

 

Poderá descobrir mais acerca desta marca e dos seus produtos através do website ou visitando o showroom.

 

Contactos:

Email: info@vicara.pt
Morada: R. Filinto Elísio, 0B
2500-202, Caldas da Rainha, Portugal
Telefone: +351 911 906 934

 

Foto: DR

Cantinho dos Burros – Um cantinho que reúne crianças e animais em Pernelhas


O Cantinho dos Burros, na localidade de Pernelhas, Parceiros, é um espaço ao ar livre que reúne vários animais de quinta – galinhas, porquinhos da Índia, coelhos, cabras anãs, ovelhas, porcos vietnamitas, póneis e, claro, burros!

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Cantinho dos Burros (@cantinhodosburros) a

 

O espaço que outrora era um pequeno quintal familiar, está agora aberto ao público. A decisão de abrir este espaço a visitantes surgiu de uma forma caricata – certo dia, o proprietário, Pedro Silva, aproveitando as condições meteorológicas favoráveis, resolveu ir buscar o filho à escola usando um meio de transporte invulgar: “fui buscá-lo de burro”.

Os colegas do filho, de 7 anos, ficaram muito entusiasmados perante esta surpreendente visita do burro. Ao ver todos os sorrisos e animação em redor da presença do animal, Pedro Silva repensou a pequena quinta que foi construindo ao longo dos anos.

Assim, no final do ano passado, o que começou por ser um espaço de brincadeira familiar, acabou por se transformar num negócio, surgindo o Cantinho dos Burros.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Cantinho dos Burros (@cantinhodosburros) a

 

O projeto rege-se pela máxima “Animais e crianças… uma combinação perfeita que garante amor para toda a vida…”. Promovendo e incentivando o contacto das crianças com a vida animal, a natureza e, em particular, com o mundo rural. Ao fomentar esta relação pretende-se desmistificar receios e ensinar a respeitar e proteger a natureza que nos rodeia.

A base deste projeto assenta no gosto pelos animais e na vontade de proporcionar momentos felizes de brincadeira ao ar livre. Contribuindo para a redução do número de horas passadas em frente aos ecrãs, combatendo deste modo a dependência tecnológica a que se assiste nos dias de hoje.

É possível visitar a quinta e usufruir de tempo de qualidade na companhia dos animais, mediante agendamento prévio.

Para além dos animais, o local conta com outras facilidades que o tornam ideal para a realização de festas de aniversários e eventos familiares, nomeadamente tenda coberta, espaço ao ar livre de relva sintética, WC, insuflável, trampolim, ping-pong, mini-snooker, entre outras diversões.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Cantinho dos Burros (@cantinhodosburros) a

 

Aqui, onde os burros são as estrelas da quinta, a diversão é garantida! O elemento mais recente da família é a coelha Aris, que fará as delícias de miúdos e graúdos.

Para mais informações e reservas:

Telemóvel: 967302621

Email: cantinhodosburros@gmail.com

Facebook: Cantinho dos Burros

 

Nota: A TIL adverte que dada crise sanitária que vivemos, os convívios sociais estão limitados às regras impostas pela DGS. Proteja-se a si e aos outros!

 

Foto: Facebook Cantinho dos Burros