Crítica: Tudo Bem no Natal Que Vem – Tentem não abraçar a vossa família!

crítica Tudo Bem no Natal Que Vem

Há lá coisa mais fofinha que um filme de Natal à lareira? Por isso pedimos à nossa especialista em filmes uma recomendação recente para este Natal. E qual não foi o nosso espanto, pela escolha brasileira.

Finalmente, um filme de Natal que me levou às lágrimas de tanto rir! Atenção, sou team “Sozinho Em Casa”, mas não sou dessas pessoas que ri sempre das mesmas cenas quando já sabe o que vai acontecer. Às vezes penso que gostava de ver “Sozinho Em Casa” pela primeira vez, mas na minha idade atual, será que ia rir assim tanto? Não sei…

Sei que ri e muito com o novo filme de Natal brasileiro “Tudo Bem no Natal Que Vem”, protagonizado por Leandro Hassum. Chegou-me aos ouvidos porque está no top 5 dos mais vistos a nível mundial na Netflix e pensei, “ok, vamos lá”. Nem vi o trailer, fui na fé do Senhor e esperei por um bom filme de Natal.

Vou começar por dizer o seguinte: Veio-me à cabeça, de imediato, dois filmes. Realmente, filmes são inspirados noutros filmes e neste acho mesmo que teve influência de “Click” com Adam Sandler e “O Feitiço do Tempo” com Bill Murray. Vão perceber porquê.

Nesta comédia de Natal, conhecemos Jorge, um homem casado e pai de duas crianças, com uma vida relativamente estável. No entanto, Jorge odeia o Natal porque é também o dia do seu aniversário e não consegue competir para ter as atenções. Num Natal, Jorge é amaldiçoado pelo avô da sua esposa e a partir daí a vida dele muda completamente. Quando acorda, todas as manhãs, é Natal outra vez. Ou seja, passam anos, a família envelhece e muitas coisas acontecem na vida dele, mas ele só se lembra dos dias de Natal. (Não é spoiler malta, está tudo no trailer).

Se conhecem os filmes que mencionei, já devem ter percebido a comparação. Em “O Feitiço do Tempo”, Bill interpreta um homem que fica preso no mesmo dia e tem de reviver os mesmos acontecimentos até perceber qual o propósito de estar nesta situação. Em “Click”, Adam Sandler é um homem que, com a ajuda de um comando mágico, “passa à frente” momentos da vida que ele não quer viver, mas isto tem as suas consequências e acaba a não viver e perde o controlo (como se alguém tivesse esse controlo, eu sei que não).

Agora temos a versão do realizador Roberto Santucci, uma comédia que eu achei hilariante, mas sou suspeita, nem sempre faço sentido no que toca a coisas que me façam rir. 

À parte disso, gostei do que o filme tenta transmitir. É um filme de Natal, logo, a mensagem tem de ser daquelas que nos aquecem o coração e esta faz-nos querer abraçar toda a nossa família (mas agora não, é preciso ter cuidado).

É uma reflexão sobre o que é a vida! O que é realmente importante e o que é que deve ser prioridade. Também nos faz uma questão importante: Como é que olhamos para aqueles que mais amamos? É um exagero, claro, mas o filme mostra-nos as consequências de “viver em modo automático”. Ou seja, estamos tão preocupados com coisas que não interessam que acabamos por nos esquecer de olhar para as pessoas que são verdadeiramente importantes para nós.

O humor é espontâneo e leve, muito fácil de acompanhar e perfeitamente adequado para qualquer idade. Há cenas emocionantes em que se nota um grande trabalho dos atores. Tenho de destacar Hassum, Danielle Winits e Arianne Botelho. Este trio protagonizou o melhor momento de todo o filme.

A dinâmica do elenco é incrível, no entanto, não há melhor do que Hassum. Entregou-se a 100% a este personagem e às vezes até parece que não estamos a ver um ator. Brilha em todos as cenas e isto deve-se ao magnífico carisma que tem. 

 

O argumento é muito leve, mas tem coerência e apesar de ter muitos momentos clichés é fácil tornar-se parte de nós! 

Por isso, para resumir bem resumido, querem uma divertida tarde de Natal em família? Este é o filme que vos recomendo para tal. 

“Tudo Bem no Natal que Vem” é um filme divertidíssimo com uma mensagem que faz todo o sentido para a época natalícia. Puxa as duas lágrimas, aquela do choro e a outra do riso. 

É uma boa surpresa! E se calhar, é por isso que está no Top dos mais vistos do mundo. Bom trabalho, Brasil! Boas festas! 

 

Classificação TIL: 7/ 10