Leslie ataca Praia da Vieira… um ano após tragédia dos incêndios


Escrito por:

Faz praticamente um ano que os trágicos incêndios abalaram grande parte do Pinhal de Leiria. Um ano depois, a tragédia fez-se com o vento. E a marginal sofreu bastante.

Leiria foi um dos distritos mais afetados pelo Furacão Leslie, a tempestade que atravessou e abanou o país na última madrugada de sábado, dia 13 de outubro. Várias estradas foram cortadas, mais de 120 árvores caíram e 15 mil habitações ficaram sem eletricidade por mais de uma hora.

As regiões de Leiria, Marinha Grande e Pombal foram as mais prejudicadas pela falha elétrica. Já na praia da Vieira de Leiria, concelho da Marinha Grande, este foi o cenário com que muitos habitantes se depararam, esta manhã.

Este Eucalipto era centenário e não sobreviveu às fortes rajadas de vento.

Esplanadas de cafés do avesso, calçadas arrancadas do chão, janelas partidas, carros e autocarros destruídos e um areal que chegou à estrada da marginal.

Ainda que não tenha havido qualquer registo de feridos, o vento forte de Leslie não deu tréguas na praia da Vieira.

Como é percetível pelas fotos abaixo, capturadas por um local, estes danos vêm prejudicar e muito o normal funcionamento de vários estabelecimentos. Alguns proprietários já calcularam danos na ordem da centena de milhares de euros. NauFrágil, CaféCaphé, César, Summer Caravel, Lismar, Café Boavista foram alguns dos estabelecimentos afetados e quase todos eles estão localizados na marginal da praia.

Fotos de Márcio Tomé

Recorde-se que, há exatamente um ano, a região foi bastante afetada pelos incêndios de outubro que destruíram quase todo o Pinhal de Leiria.

Em Alcobaça, a noite também não trouxe uma manhã melhor. Leslie, que teve o seu período mais complicado entre as 23 e as 4 horas, deixou 50 pessoas desalojadas no Parque de Campismo de Água de Madeiros. As pessoas já estão a ser acompanhadas pelos serviços de Proteção Civil de Alcobaça e foram realojadas nas imediações do parque.

A nível nacional registaram-se, até ao momento, 1900 ocorrências, 27 feridos ligeiros e 61 desalojadas. Coimbra foi o distrito mais afetado, com rajadas de vento a atingirem os 176km/h na Figueira da Foz. Leslie é o pior furacão a atingir Portugal desde 1842. Já perdeu intensidade mas continua a deslocar-se para Norte, deixando também a Espanha em alerta durante o dia de hoje.

 

ATUALIZAÇÃO

Durante o dia de hoje, segunda-feira, as obras na Praia da Vieira têm sido recorrentes para que a pequena aldeia volte à vida normal.

Um dos casos mais bizarros aconteceu na Sapataria Areias, localizada no início da marginal. Esta sapataria também sofreu com os ventos, ficando com os vidros partidos e a montra totalmente destruída. Mas pior, no início da manhã uma carrinha chegou-se ao local, entrou na loja (pelos vidros partidos) e levaram consigo todos os sapatos consigo. Este assalto está agora a ser investigado pelas autoridades.

Outro dos casos na zona da Vieira esteve centrado num eucalipto com 200 anos (ver foto acima) que não sobreviveu à forte ventania que se fez sentir na madrugada de domingo.