Kendo – quem quer ser um samurai em Leiria?


Escrito por:
Cláudia Borges Monteiro
Cláudia Borges Monteiro
                       

Últimos posts de Cláudia Borges Monteiro (see all)

Fotografia por:
Teresa Neto
Teresa Neto
                       

Últimos posts de Teresa Neto (see all)

    “Ki Ken Tai Ichi”, como quem diz, “Espírito, espada e corpo num só momento”, é o conceito do Kendo, uma arte marcial japonesa que remonta aos tempos dos Samurais. Diferente das outras artes marciais, tem o objetivo principal de desenvolver o espírito e a mente.

    “No kendo nós tornamo-nos mais confiantes, aprendemos a lidar com o medo, aprendemos a superação, desenvolvemos a responsabilidade e é uma forma de escape da vida”, afirmou Pedro Marques, instrutor do Clube de Kendo de Leiria e 5º Dan.

    “Não é preciso ter preparação física, o mais importante é a capacidade mental, o que conta é o tempo de experiência, quanto mais velho for o praticante mais forte se torna, pois consegue antecipar o ataque do adversário”, explicou Pedro Marques, que pratica Kendo há cerca de 16 anos.

    O treino do Kendo começa com um aquecimento, onde os participantes vocalizam de 1 a 10 em japonês, “Ichi, ni, san, shi…” para treinarem a respiração. “O facto de gritarmos, obriga-nos a controlar a respiração e é, também, um aquecimento, porque quando estamos a executar as técnicas gritamos o nome do sítio onde vamos bater”, justificou o instrutor. No kendo existem quatro técnicas, que são os sítios do corpo onde vão bater com a espada – men (cabeça), Kote (braço), Doh (abdómen) e tsuki (pescoço).

    “Esta modalidade era praticada com uma espada, o sabre, usada para combater na guerra, mas com o desenvolvimento desta arte, e como já não era para lutar, mas sim para praticar o desenvolvimento pessoal, criaram uma réplica em madeira, Boken. Atualmente a modalidade é praticada com uma espada feita de bambu, Shinai, não parte mas é mais flexível”, explicou o instrutor.

    A prática de Kendo pode assumir várias formas, sublinhando-se três: keiko (treino, englobando diversos aspectos), kata (conjunto pré-estabelecido de técnicas entre dois kenshi) e shiai (competição).

    Em Leiria, os participantes do Clube de Kendo, encontram-se ao sábado, à segunda-feira e à quarta-feira, no pavilhão da Escola José Saraiva, na Cruz da Areia.

    https://www.facebook.com/fudoshinkendoleiria/