A noite intimista dos Fado Bicha e a enchente na tarde de Portinha – Dia 3 do Festival A Porta


Escrito por:

O domingo trouxe mais atividades à cidade. Destaque para Os Me and My Brain que ofereceram uma energia eletrónica à Casa Plástica e para o “dia em família” num jardim pautado pelo sol, as conversas entre amigos e as brincadeiras dos pequenos. São assim os domingos do Festival A Porta há cinco anos.

 

O Jardim da Vala Real recebeu novamente inúmeras atividades, pensadas para as crianças: insufláveis, jogos de team building, observar coisas no espaço e, claro está, a 2a edição dos Mini Repórteres (atividade da TIL).

Enquanto isso, na Casa Plástica, às 16h, começava-se a ouvir os primeiros sons eletrónicos dos teclados e sintetizadores de Nuno Dionísio e Rui Seiça, os famosos Me and My Brain. Com cerca de uma centena de pessoas a assistir, a dupla consegue cativar pelos sons, não deixando ninguém do público indiferente. Sem músicas na atmosfera online, ficamos sempre na dúvida entre a música composta e a improvisação, o que torna também o momento tão único. Me and My Brain, uns leirienses para seguir com atenção nos próximos tempos.

As crianças continuavam no Jardim da Vala Real, mas, desta vez, sentia-se uma maior afluência adulta. Quem não estava do outro lado da cidade a ver o jogo mais importante da UD Leiria, esteve sentado no jardim, primeiro a ouvir o dj set de Atlas Crew e mais tarde, a musicalidade dos Phoeniciam Drive.

Fotografia: Região de Leiria

A noite passou-se no terraço do Atlas Hostel, com a atuação de uma das bandas que mais têm feito furor nos últimos tempos: os Fado Bicha. Com a noite já longa e o Castelo no horizonte, os portugueses protagonizaram um concerto super intimista e com uma vibe calma e sentida, deram vida aos andares mais altos do Centro Histórico da cidade.

Foto: Festival A Porta

O Festival A Porta tem ainda mais uma semana de grandes festas, onde se destacam os jantares temáticos, concertos de grandes artistas nacionais (incluindo a Villa Omnichord) e a feira bandida, no último fim de semana.

Feedback do público:

Vanessa Antunes: A tarde começou no Jardim da Vala Real, o sol convidava a sentar na relva e ir espreitando as atividades que por ali decorriam. Na Casa Plástica, o concerto dos Me and My Brain foi uma surpresa bastante agradável, levou-nos para o mundo electrónico/experimental em que luzes e som se fundiam, criando um ambiente eletrizante, mas ao mesmo tempo intimista. Voltando ao Jardim da Vala Real ainda a tempo de ver o concerto dos Phoenician Drive um estilo que desconhecia, o Afrikrautrock.

Fotografias: DR