Nas noites de Natal em Alcobaça há convívio e muito rock


Escrito por:

Carnatal deixa presentes musicais no sapatinho de Alcobaça

A noite da Consoada é sinónimo de paz, generosidade, harmonia e de estar com a família. Em Alcobaça, a quadra natalícia é sinónimo de tudo isto e… sair à noite, após abrir os mais ou menos esperados presentes e celebrar o Carnatal. É que a noite (leia-se, madrugada) de 24 para 25 de dezembro é uma das mais fortes do ano, quando centenas de pessoas saem à rua, enchendo bares e criando a azáfama só repetida nas noites de Carnaval – foi precisamente daqui que surgiu o nome para o fenómeno raro na região, de aproveitar a noite de Natal que, entretanto, já se estendeu aos dias e às noites anteriores à Consoada. Antes de abordarmos a tradição e a génese do Carnatal, foquemo-nos na programação para os próximos dias.

Este ano, a União de Freguesias de Alcobaça e Vestiaria volta a apostar numa noite natalícia repleta de rock. Desta vez, o Madbaça XMAS Night vai decorrer no Mercado Municipal da cidade, a partir das 22 horas de sexta-feira, e conta com os concertos de três bandas: Songs of Brothers, Trauma Lips e os míticos Us Forretas Ocultos.

Outrora um dos mais emblemáticos clubes do País, o Clinic volta a abrir portas, esta sexta-feira, com uma programação de luxo: The Gift, Noiserv, Plastic People, Cavaliers of Fun e Paulo Praça. Depois do estrondoso sucesso com os concertos de apresentação dupla do álbum dos Plastic People em outubro, espera-se mais uma noite a fazer lembrar outros tempos da boémia alcobacense.

O Carioca (localizado no antigo Portugal) está a preparar o Welcome to the Jungle, no sábado, com Mark Guedes 80’s e Tiger Fun 90’s e, na segunda-feira (sim, na Consoada), com o Coletivo Carioca featuring Churky, The Great Psycho X-MAS Eve (JT & JG) e os 4Estaciones. Também o Mood tem programação natalícia, com os 4Estaciones a ter a missão de animar as hostes no sábado, um Baile de Natal com Diana Oliveira e Companhia no dia seguinte, e Xmas Special Night Tha Silva na noite de Natal.

Reza a lenda que a tradição do Carnatal começou há cerca de uma década, meio que por necessidade, meio que por acaso, quando uma grande parte dos filhos da terra que estão a trabalhar ou a estudar fora, regressam a casa. Não demorou muito até que o hábito pegasse e depressa a noite de 24 para 25 de dezembro tornou-se numa das mais animadas do ano.

Depois de algum esfriar da tradição, a comunidade rockeira de Alcobaça começou a festejar, em força, o Carnatal há cerca de três anos, acrescentando dias de festa e criando cartazes e programações oficiais.

 

Texto: João Neves
Fotografia: DR