Escape Room e mais 4 filmes que não pode perder esta semana


Gosta de puzzles? De seguir pistas? De mistérios e jogos psicológicos? Mesmo quando o jogo se torna realidade? Se a resposta é sim, a estreia de Escape Room é a não perder. Se para puzzles a sua paciência já deu o que tinha a dar, não desanime, nas estreias desta semana há filmes para todos os gostos: desde a animação de Asterix e Obelix à luta pelos direitos das mulheres.

 

  • Uma Luta Desigual

Disponível em: Cinema City Leiria

Ainda no espírito do movimento Me Too, esta é a história real de Ruth Bader Ginsburg (interpretada por Felicity Jones), numa luta contra a discriminação de género. A história de vida e da carreira daquela que veio a ser a segunda mulher e a primeira judia a ser nomeada, a convite de Bill Clinton, como juíza no Supremo Tribunal dos EUA.

 

  • Asterix: O Segredo da Poção Mágica

Disponível em:

Cinema City Leiria
CinePlace Leiria
CinePlace Caldas da Rainha

Em português e com as vozes de Manuel Marques e Eduardo Madeira, Asterix e Obelix estão de volta com uma nova aventura inédita nunca antes publicada em livro.

Mantendo o relevo da semana num panorama feminista, esta é a primeira vez em que uma personagem feminina, a que dá voz Bárbara Bandeira, acompanha a famosa dupla como personagem principal. Entre os três e Panoramix, espera-se diversão e aventura para toda a família na busca de uma nova fórmula para a tão famosa poção mágica.

 

  • Vox Lux

Disponível em: CinePlace Leiria

Contando com canções originais da Sia e uma banda sonora de Scott Walker, este filme junta Jude Law e Natalie Portman numa viagem de 18 anos de ascensão da controversa estrela, Vox Lux.

Num drama que traz à memória O Cisne Negro, com quem partilha a atriz principal, Vox Lux vem relatar os desafios e segredos da indústria do espetáculo, desta vez na música Pop.

 

  • Terra Franca

Disponível em: Cinema City Leiria

Se é fã do cinema Português não poderá deixar passar Terra Franca, a primeira longa-metragem de Leonor Teles. Este é um documentário sobre a história de um pescador de Vila Franca de Xira, Albertino Lobo, e das suas relações com o rio e com a terra ao longo das quatro estações do ano.

 

  • Escape Room

Disponível em: Cinema City Leiria

Escape Room é um thriller psicológico que vem dar um novo peso à recente tendência dos jogos coletivos em salas de terror.

Numa aventura fora do seu controlo, seis amigos vêem-se obrigados a desvendar mistérios e a seguir estranhas pistas para, não só saírem da sala, mas conseguirem sobreviver.

 

Texto: Marta Lopes

A contagem decrescente para 2019 faz-se nas praias do distrito


O espetáculo das praias do concelho de Leiria vai ter entrada livre e promete artistas de grande nome.

Passar o ano na praia com concertos ao ar livre é sempre uma opção e não precisa de gastar dinheiro porque a entrada é livre.

  • Nazaré

Conhecida internacionalmente como a big wave beach, a Nazaré é cada vez mais um destino escolhido para a passagem do ano. O espetáculo começa no sábado, dia 29, e só acaba dia 1 de Janeiro. Segue aqui a programação:

 

Sábado, 29 Dezembro

22h30 Rosinha

 

Domingo, 30 Dezembro

22h30  Banda Expensive Soul no (palco 1 ) principal

00h30 Hugo Piló e Máquinas Quentes

02h00 Usados com garantia. ( Palco 3)

 

Segunda-Feira, 31 De Dezembro

22h30 Banda Magma

Rich & Mendes e Djs RFM

 

Para facilitar a mobilidade dos visitantes e residentes, a Câmara Municipal da Nazaré decide alargar o horários de funcionamento dos transportes do Sítio da Nazaré.

 

  • Peniche

Na Avenida do Mar

A capital do Surf promete a animação devida para a noite de passagem de ano com animação da Banda Cordosom a começar às 23h e a seguir-se pela noite dentro, com pausa para o espectáculo de pirotecnia na praia.

 

  • São Martinho do Porto

E que tal o seu reveillon na Baía, com fogo de artifício sincronizado com música? O evento começa pelas 22h na Praça Frederico Ulrich, com a Banda Hi-Fi no palco 2. No palco Sul esperam-se DJ.

 

  • Praia da Vieira

A praia da Vieira está em contagem decrescente para o ano 2019. Além do mega fogo de artifício na noite da passagem do ano, o domingo, dia 30, conta com Quinta do Bill, Funk Off e Angel Deejay. Haverá ainda Remember Revival Band, Kevu e GNTK showcase.

 

  • Praia do Pedrógão

A passagem de ano na Praia do Pedrógão conta com o apoio da Junta de Freguesia do Coimbrão. No sábado, dia 29, a festa abre com os Apartirtudo pelas 22h e segue com alguns dos DJ com a temática ‘Remember Pedrógão’.

De acordo com a Câmara Municipal de Leiria, a feira da Praia do Pedrógão será suspensa dia 30 sendo que a celebração do réveillon irá continuar. Siga a restante informação para os próximos dias aqui.

 

Texto: Vânia Reis

Fotos: DR

Planos de última hora para o Réveillon? Não precisa de ir longe


O concelho de Leiria recebe o novo ano e traz com ele uma série de eventos para festejar a passagem do ano 2018/2019.

Se é aquela pessoa que só de ultima hora consegue responder a esta pergunta, o melhor mesmo é ficar pelas redondezas. Para os que deixam os planos para a última, eis a programação para este Réveillon num ambiente mais caseiro, em Leiria e arredores.

 

  • Leiria

No dia 31, quando o relógio apontar 00h vire-se para o Castelo , que começa com um espetáculo de pirotecnia que iluminará a cidade. Mas antes, há espetáculo em dois palcos.

No largo Papa Paulo VI irá atuar Paula Jorge Band, DJ Ariel, Carolina Martinez, André L e Luís da Silva. Já a Praça Rodrigues Lobo, com o tema  “Celebrate the 90’s” vai contar com a presença de Ferratuga, Miguel Chagas, Luís Sousinha e Crazy Boy com a vibe  “ We love house”.

 

  • Caldas da Rainha

Caldas da Rainha, o Melhor do Natal é aqui!

Publicado por Município das Caldas da Rainha em Segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Vai nevar no Largo da Universidade. O espetáculo inicia pelas 22h, acompanhado com entretenimento musical de Rebeca Cantora e Banda Nova Onda. E ainda promete fogo de artifício pelas 00h.

 

  • Porto de Mós

O Município de Porto de Mós tem atividades que prometem prolongar o Natal! Mas não é só… a entrada para o novo ano está a chegar e vila de PORTO DE MÓS está pronta para entrar!www.leiriatv.com

Publicado por Leiriatv em Segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

 

Na tenda do Recinto das Tasquinhas, Porto de Mós festeja o ano com a Banda Nice pelas 22h e um cenário de fogo de artifício após as doze badaladas.

 

  • Fátima

O mercado de Fátima é o local escolhido para a passagem do ano e, a partir das 21h, garante animação musical com Duo musical Leonel e Licínio, acompanhada com petiscos e bebidas.

 

Texto: Vânia Reis
Fotografia: Teresa Neto

Nas noites de Natal em Alcobaça há convívio e muito rock


Carnatal deixa presentes musicais no sapatinho de Alcobaça

A noite da Consoada é sinónimo de paz, generosidade, harmonia e de estar com a família. Em Alcobaça, a quadra natalícia é sinónimo de tudo isto e… sair à noite, após abrir os mais ou menos esperados presentes e celebrar o Carnatal. É que a noite (leia-se, madrugada) de 24 para 25 de dezembro é uma das mais fortes do ano, quando centenas de pessoas saem à rua, enchendo bares e criando a azáfama só repetida nas noites de Carnaval – foi precisamente daqui que surgiu o nome para o fenómeno raro na região, de aproveitar a noite de Natal que, entretanto, já se estendeu aos dias e às noites anteriores à Consoada. Antes de abordarmos a tradição e a génese do Carnatal, foquemo-nos na programação para os próximos dias.

Este ano, a União de Freguesias de Alcobaça e Vestiaria volta a apostar numa noite natalícia repleta de rock. Desta vez, o Madbaça XMAS Night vai decorrer no Mercado Municipal da cidade, a partir das 22 horas de sexta-feira, e conta com os concertos de três bandas: Songs of Brothers, Trauma Lips e os míticos Us Forretas Ocultos.

Outrora um dos mais emblemáticos clubes do País, o Clinic volta a abrir portas, esta sexta-feira, com uma programação de luxo: The Gift, Noiserv, Plastic People, Cavaliers of Fun e Paulo Praça. Depois do estrondoso sucesso com os concertos de apresentação dupla do álbum dos Plastic People em outubro, espera-se mais uma noite a fazer lembrar outros tempos da boémia alcobacense.

O Carioca (localizado no antigo Portugal) está a preparar o Welcome to the Jungle, no sábado, com Mark Guedes 80’s e Tiger Fun 90’s e, na segunda-feira (sim, na Consoada), com o Coletivo Carioca featuring Churky, The Great Psycho X-MAS Eve (JT & JG) e os 4Estaciones. Também o Mood tem programação natalícia, com os 4Estaciones a ter a missão de animar as hostes no sábado, um Baile de Natal com Diana Oliveira e Companhia no dia seguinte, e Xmas Special Night Tha Silva na noite de Natal.

Reza a lenda que a tradição do Carnatal começou há cerca de uma década, meio que por necessidade, meio que por acaso, quando uma grande parte dos filhos da terra que estão a trabalhar ou a estudar fora, regressam a casa. Não demorou muito até que o hábito pegasse e depressa a noite de 24 para 25 de dezembro tornou-se numa das mais animadas do ano.

Depois de algum esfriar da tradição, a comunidade rockeira de Alcobaça começou a festejar, em força, o Carnatal há cerca de três anos, acrescentando dias de festa e criando cartazes e programações oficiais.

 

Texto: João Neves
Fotografia: DR

Reportagem: Tirei a roupa para o vídeo dos FBAC e ganhei uma experiência para a vida


A TIL descobriu um dos muitos anónimos que participaram  a NU no mais recente videoclip dos First Breath After Coma. E contou, na primeira pessoa, toda a sua experiência!

Há uma estranha e desconfortável beleza em sair da zona de conforto. Não gosto de falar (e pensar) em chavões ou lugares comuns. Mas, tal e qual a sabedoria popular, os clichés parecem ter um fundamento verdadeiro. Para aferir o rigor dos benefícios do abandono das geografias familiares, aceitei o desafio de fazer figuração em nu integral para o novíssimo single dos vizinhos First Breath After Coma. Spoiler alert: sobrevivi para contar a história de uma experiência tanto inesquecível quanto libertadora.

Não sou impulsivo. Mais racional do que emotivo. Mas assim que me deparei com o anúncio de procura de figurantes para um projeto arrojado experienciei um breve momento de clarividência espiritual e, após alguns minutos de pesar prós e contras (o lado racional nunca me abandona), atirei-me de cabeça. E não mais pensei em toda a abrangência desta empreitada… até à noite anterior ao dia das gravações, quando me assolaram mil e um problemas, inúmeras questões, diversas barreiras e variados entraves à sua concretização. Até pensei, admito, no terror que seria ocorrer um intumescimento de uma famigerada protuberância da anatomia masculina. As coisas que uma pessoa pensa e os problemas que uma mente a sofrer por antecipação inventa… Hesitei mas não vacilei.

Como se o desafio de me despir com registo digital e em frente a muitas pessoas não fosse suficiente para contrair e atrofiar todos os músculos subdesenvolvidos deste corpo, as filmagens decorreram ao ar livre… no cimo da Serra d’Aire e Candeeiros. À medida que nos aproximávamos do local das filmagens, serra acima, a ansiedade ia galopando na forma do friozinho na barriga. Aquele nervoso miudinho que na minha experiência aponta a rota certa e o caminho do bem. Quando finalmente estava praticamente mentalizado da tarefa que quase me obriguei a realizar, senti uma das poucas coisas para a qual a insónia da noite anterior não me tinha preparado: o frio vento serrano.

O vento ajudou, porventura, a arejar os pensamentos e soprou a ansiedade para longe da vista. Em conversa algo envergonhada com os outros corajosos, percebi que eles, da mesma forma que eu, estavam relativamente apreensivos mas cada um mais preocupado consigo mesmo do que com o colega nu do lado. Ainda que não esteja propriamente em forma ou tenha um físico invejável, pus de parte questões corporais e de autoimagem fora da equação, consegui concentrar-me na minha postura: a arte pela arte. Com ou sem roupa. E quando visualizei as primeiras imagens, ainda sem edição, das gravações, garanto que me arrepiei mais do que quando estive desnudado durante muitos e longos minutos nuns presumíveis 9º C com o tal frio vento serrano.

Se há algo de estranho e belo em sair da zona de conforto. Há, com certeza, uma estranha sensação de liberdade ao tirar a roupa e despir os medos. Não foi a primeira vez, mas nunca com tanta audiência. Senti frio em sítios onde, muito provavelmente, nunca tinha sentido frio. Partes do corpo contraíram para fazer face ao frio. Outras retraíram. Um enorme sentimento de liberdade que me disse “tu podes tudo”. E senti uma estranha calma comunitária: um grupo tão heterogéneo de pessoas que se uniu por uma ideia. E isso é bonito.

 

Artigo: João Neves

Fotografia: FBAC (Youtube)

No mercado de Natal do Bombarral tem marcas locais e pode fazer workshops com a Sidrada


Made in Bombarral: os produtos artesanais são um “must do” para quem está interessado em conhecer mais de perto os sabores que caracterizam a zona Oeste.

A loja de Natal Ofereça Bombarral, situada na Rua do Comércio n.º19, dá a conhecer a quem valoriza os produtos artesanais através de provas, degustações, showcooking e sorteios.

Sete dos empresários de Bombarral decidiram associar-se nesta época natalícia para divulgar os seus produtos. Produtores artesanais como a Sidrada – a Sidra do Oeste, Frutas Formas, Feitores, Licofrutos, Vinhos Várzea da Pedra e por último, mas não menos importante, os Chocolates e Trufas D.José, que poderá encontrar e vir a comprar neste espaço. Só o facto de os mencionar já começa crescer aquela água na boca.

O projeto é apoiado pela  Câmara Municipal do Bombarral, em parceria com o Agrupamento de Escolas Fernão do Pó.

Nos dias 14 e 19 de dezembro, professores e alunos do Curso Profissional de Cozinha/ Pastelaria e Curso Profissional de Restaurante/ Bar vão estar a dar workshops gratuitos de receitas e provas para os interessados em aperfeiçoar as suas competências  na cozinha. 

Os workshops vão dar início com o tema Aprenda a fazer Cocktails com sidra, seguindo de Iguarias do Bombarral. E, como manda a tradição, a sobremesa fica sempre para último lugar. O terceiro workshop vai ensinar a fazer bolachas de natal e vinho quente gluwein, para ajudar a aquecer a dita alma.

Os workshops são gratuitos, mas há um limite de 10 pessoas em cada dos três workshops.

Para mais informações sobre a inscrição ou da loja Natal clique aqui.

 

Artigo: Vânia Reis
Fotografia: Município Bombarral

Pop Cereal Café chega a Leiria em novembro


Está marcada para dia 11 de novembro a abertura ao público do Pop Cereal Café em Leiria.

Depois de Lisboa e do Porto, é a vez da cidade do Lis receber este café com “mais de 100 tipos de cereais com combinações infinitas”. A inauguração está marcada para as 17h do dia 10 de novembro.

Fonte da Pop Cereal Café adiantou à TIL que este novo espaço, o terceiro da rede de franchising, estará localizado na Rua da Graça, junto à Praça Rodrigues Lobo, “no coração da cidade de Leiria”.

“Os produtos e o conceito são similares aos restantes espaços da marca, com uma decoração evocativa da Pop Art e em que as mais de 150 marcas de cereais são o centro das atenções. Além dos menus de cereais, o Pop Cereal Leiria disponibilizará igualmente os Free Shakes e as Pop Tarts, além de uma vasta gama de cafés e bebidas.”

Depois de uma viagem pela Europa, surgiu a ideia de trazer para Portugal um “café especializado em cereais“, lê-se no site oficial. “Não vamos servir apenas cereais com leite, como estamos habituados a comer nas nossas casas. Apresentamos uma abordagem completamente nova a este produto tão familiar na nossa alimentação.”

O que o Pop Cereal Café propõe é “uma experiência gastronómica repleta de diferentes sabores unidos numa taça, que alguns poderiam chamar de sobremesa, outros de pequeno almoçolanche e, para os mais extremistas, refeição“.

 

Fotografia: Facebook Pop Cereal Café

Leslie ataca Praia da Vieira… um ano após tragédia dos incêndios


Faz praticamente um ano que os trágicos incêndios abalaram grande parte do Pinhal de Leiria. Um ano depois, a tragédia fez-se com o vento. E a marginal sofreu bastante.

Leiria foi um dos distritos mais afetados pelo Furacão Leslie, a tempestade que atravessou e abanou o país na última madrugada de sábado, dia 13 de outubro. Várias estradas foram cortadas, mais de 120 árvores caíram e 15 mil habitações ficaram sem eletricidade por mais de uma hora.

As regiões de Leiria, Marinha Grande e Pombal foram as mais prejudicadas pela falha elétrica. Já na praia da Vieira de Leiria, concelho da Marinha Grande, este foi o cenário com que muitos habitantes se depararam, esta manhã.

Este Eucalipto era centenário e não sobreviveu às fortes rajadas de vento.

Esplanadas de cafés do avesso, calçadas arrancadas do chão, janelas partidas, carros e autocarros destruídos e um areal que chegou à estrada da marginal.

Ainda que não tenha havido qualquer registo de feridos, o vento forte de Leslie não deu tréguas na praia da Vieira.

Como é percetível pelas fotos abaixo, capturadas por um local, estes danos vêm prejudicar e muito o normal funcionamento de vários estabelecimentos. Alguns proprietários já calcularam danos na ordem da centena de milhares de euros. NauFrágil, CaféCaphé, César, Summer Caravel, Lismar, Café Boavista foram alguns dos estabelecimentos afetados e quase todos eles estão localizados na marginal da praia.

Fotos de Márcio Tomé

Recorde-se que, há exatamente um ano, a região foi bastante afetada pelos incêndios de outubro que destruíram quase todo o Pinhal de Leiria.

Em Alcobaça, a noite também não trouxe uma manhã melhor. Leslie, que teve o seu período mais complicado entre as 23 e as 4 horas, deixou 50 pessoas desalojadas no Parque de Campismo de Água de Madeiros. As pessoas já estão a ser acompanhadas pelos serviços de Proteção Civil de Alcobaça e foram realojadas nas imediações do parque.

A nível nacional registaram-se, até ao momento, 1900 ocorrências, 27 feridos ligeiros e 61 desalojadas. Coimbra foi o distrito mais afetado, com rajadas de vento a atingirem os 176km/h na Figueira da Foz. Leslie é o pior furacão a atingir Portugal desde 1842. Já perdeu intensidade mas continua a deslocar-se para Norte, deixando também a Espanha em alerta durante o dia de hoje.

 

ATUALIZAÇÃO

Durante o dia de hoje, segunda-feira, as obras na Praia da Vieira têm sido recorrentes para que a pequena aldeia volte à vida normal.

Um dos casos mais bizarros aconteceu na Sapataria Areias, localizada no início da marginal. Esta sapataria também sofreu com os ventos, ficando com os vidros partidos e a montra totalmente destruída. Mas pior, no início da manhã uma carrinha chegou-se ao local, entrou na loja (pelos vidros partidos) e levaram consigo todos os sapatos consigo. Este assalto está agora a ser investigado pelas autoridades.

Outro dos casos na zona da Vieira esteve centrado num eucalipto com 200 anos (ver foto acima) que não sobreviveu à forte ventania que se fez sentir na madrugada de domingo.

Já se sabem as datas e o novo local da Receção ao Caloiro de Leiria 2018


Os dias 5, 6, 7, 8, 9 e 10 de novembro poderiam ser dias normais para os milhares de estudantes de Leiria, mas decerto que não vão ser. Será a semana de mais uma edição da Receção ao Caloiro de Leiria (RCL) e traz algumas novidades: além de deixar de ser na última semana de outubro, como acontecia há já várias edições, o recinto também será noutro local.

A RCL vai ter um desvio de cerca de 700 metros: irá realizar-se nas traseiras da empresa Caiado, junto à A19.  Uma nova aposta, obras, interdições? Para já, desconhecem-se, concretamente, as razões desta mudança.

A informação foi esta semana adiantada à TIL, por membros da Associação de Estudantes (AE) da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG). Segundo a AE, este consenso, entre a organização do festival académico e a Câmara Municipal de Leiria, surgiu após várias reuniões que “não foram fáceis”, devido à escassez de grandes recintos perto do centro da cidade.

Numa das reuniões entre as AE que abraçam o evento, a Atmosensation (empresa coordenadora do evento) e a Câmara Municipal, esta última chegou mesmo a ponderar a realização da RCL nos Parceiros, num parque de estacionamento perto de um campo de futebol. Uma ideia imediatamente refutada pela organização, que rapidamente percebeu que não seria a melhor alternativa para os estudantes, devido à grande distância que separa o  centro da cidade daquela freguesia, e ainda mais para os caloiros, recém-chegados a Leiria, que ainda pouco ou nada conhecem a cidade. “A malta ia-se passar”, disseram.

Ao que a TIL conseguiu apurar, aquele que foi, até à última edição, o terreno do recinto da RCL pertence a particulares que, a determinada altura, terão comunicado à Câmara Municipal que já não teriam interesse na cedência do espaço. Por outro lado, é possível ver-se os acessos ao espaço a serem intervencionados. Fica alguma incerteza se haverá alguma infraestrutura em construção ou se estarão apenas a ser feitos alguns reparos no local. Desta forma, também os acessos ao novo recinto da RCL poderão ser diferentes. Provavelmente, já não será vista aquela luz ao fundo do túnel à chegada.

Até ao momento, ainda só houve uma publicação em relação às datas na página oficial do Facebook, um dos principais meios de divulgação do festival.  Recorde-se que, no mesmo período o ano passado, já havia packs de estudante à venda, bem como o anúncio de um dos nomes cabeça de cartaz da RCL 2017:  Slow J.

Nova data, novo espaço. A mesma festa?

 

Texto: Wilson Tavares

A Praça Rodrigues Lobo vai ser uma horta gigante durante três dias – e pode comprar hortícolas


O Mercado da Terra vai tomar conta da Praça Rodrigues Lobo, em Leiria, entre os dias 28 e 30 de setembro. A iniciativa, organizada pelo município,  quer incentivar a uma maior valorização do comércio local dos produtos hortícolas, procurando estimular o setor.

A Praça Rodrigues Lobo foi a horta escolhida para a concretização do evento. Assim vai ser transformada a praça, que vai ter em exposição vários produtos hortícolas, que também estarão à venda. Na idade média, era nesta praça que se realizavam as feiras locais,  até à construção do Mercado de Sant’Ana e, posteriormente, do Mercado Municipal de Leiria.

O Mercado da Terra vai incidir muito sobre os mais novos. Mini-Chef por um dia, Espaço de Leitura e Hora do Conto serão algumas das atividades. Paralelamente, outras atividades e workshops inseridos na temática irão fazer parte destes dias de mercado.

Ana Valentim, vereadora do Desenvolvimento Social e Espaços Verdes da Câmara Municipal de Leiria, disse, em nota de imprensa, que estas iniciativas são essenciais para “incentivar o consumo de produtos locais e estimular o setor primário do concelho de Leiria”.

O antigo mercado na Praça Rodrigues Lobo

Serão várias as organizaçãoes e participantes envolvidos. De Maria, Viveiros Quinta da Gândara, Karamba Chili, Aromas de Oureana, Ponto Rebuçado, Associação de Apicultores de Leiria, Quintal da Quitéria, Quinta da Sapeira, H2OPlanta e Gil Cabecinhas são alguns dos nomes. Presentes estarão ainda a Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral (APPC), a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) e a Inpulsar, que irão promover a gastronomia leiriense através da venda de doces, bolos, licores, café de avó e outros tantos produtos que marcam os sabores da região.

O Mercado da Terra conta ainda com a parceria da Associação de Desenvolvimento da Alta Estremadura (ADAE) e do Centro de Emprego e Formação Profissional.

Pode consultar toda a agenda do Mercado da Terra aqui.