Drive Pão – Pode ir buscar pão e outras refeições sem sair do carro


Os dias que se vivem são diferentes e todos têm de se adaptar à nova realidade de estar em sociedade. Uma realidade que passa pelo distanciamento social, uma das principais recomendações da Direção Geral de Saúde. Ficar em casa é essencial,  mas há sempre bens de primeira necessidade, no nosso dia a dia, que é preciso ir buscar à rua, um deles é o pão. Agora pode usufruir de pão fresco, sem ser necessário expor-se tanto.  

Dietas à parte, quem não gosta de comer um papo seco ao pequeno almoço ou a acompanhar a refeição um pãozinho para molhar no molho!?

A pastelaria A Grelha, situada no mesmo edifício do que o restaurante, reabriu, no dia 7 de abril (hoje), com o serviço pioneiro Drive Pão. É só passar de carro e levar o pedido, muito fácil, e mais importante, não há contacto direto com pessoas. Para além do pão, o estabelecimento tem diversos produtos de pastelaria e refeições take-away.

Pão quente, sopas, salgados e o “melhor arroz doce de Leiria” são os produtos disponíveis todos os dias no serviço drive.
Para saber o menu diário basta visitar o Facebook do restaurante, que é atualizado, diariamente, com os menus.

Horário:
2º feira a 6º feira – 12h – 19h
Sábado – 12h – 14h30
Morada: Rua Arrabalde da Ponte 780 Leira, Leiria, Portugal

Foto: Facebook Grelha Leiria

#FiqueEmCasa

6 monumentos e museus para visitar a partir de casa


Nestes dias de quarentena e isolamento social, pensamos no que poderiamos fazer se estivéssemos livres para sair de casa e, agora, todas as ideias vêm à tona, como se antes não houvesse tempo para nada.

A TIL reuniu um conjunto de monumentos e museus com visitas virtuais na região de Leiria. Apesar de não poderem tocar, cheirar e sentir o ar que lá se respira, dá para “sair”, por instantes, do sofá.

Curiosos? Basta clicar no nome dos monumentos para aceder à visita virtual. 

Museu de Leiria

O Museu de Leiria é uma janela aberta sobre a memória de um território longamente habitado que, à entrada do século XXI, se revela com um novo olhar sobre uma realidade complexa.

 

Moinho do Papel

Em 1411, D. João I concedeu alvará régio a Gonçalo Lourenço de Gomide para fazer papel em Leiria, tendo começado a funcionar neste local aquela que tem sido considerada a primeira fábrica de papel, em Portugal.

 

Sé Catedral de Leiria

A Sé de Leiria foi construída em 1559, no tempo do segundo bispo de Leiria, D. Frei Gaspar do Casal e sob a responsabilidade do arquiteto Afonso Álvares. As obras ficaram concluídas em 1574, ano em que nasceu o Poeta Francisco Rodrigues Lobo. Apresentando uma arquitetura algo severa, de estilo maneirista e barroco, este imponente templo filia-se nas igrejas-de-salão como as sés de Portalegre e Miranda do Douro.

 

Castelo de Leiria

Castelo medieval, artística e arquitetonicamente representativo das diversas fases de construção e reconstrução desde a sua fundação até ao século XX.

 

Mosteiro de Alcobaça

Classificado como Monumento Nacional desde 1910 e inscrito na lista do Património Mundial da UNESCO, o Mosteiro de Alcobaça assume-se como uma perspectiva de ensaio Gótico em Portugal. Fundado em 1153 sobre um terreno delimitado, doado a Bernardo de Claraval, pelo Rei D. Afonso Henriques, o Mosteiro Cisterciense de Santa Maria de Alcobaça é considerado um dos complexos monásticos medievais em melhor estado de conservação da Europa e um bastião da nacionalidade Portuguesa.

 

Mosteiro da Batalha

Monumento memorial da batalha de Aljubarrota e panteão régio cuja construção teve início em finais do século XIV com o patrocínio de D. João I, o Mosteiro dominicano da Batalha é o mais significativo edifício do gótico português. As suas vastas dependências constituem hoje um excelente exemplo da evolução da arquitetura medieval até ao início do século XVI, desde a experiência inédita do tardo-gótico à profusão decorativa do manuelino.

 

Foto: DR

#FiqueEmCasa

Tok’andar promove 21 caminhadas durante quatro meses


A edição do Tok’andar de 2020, promovido pelo município de Porto de Mós, arranca dia 8 de março, com 21 percursos, em 10 freguesias do concelho, durante quatro meses.

Trata-se de um circuito de caminhadas que visa a sensibilização ambiental. Este ano, pela primeira vez, o circuito abrange todo o município, com cerca de 211 km de trilhos a serem percorridos, já com 2200 pessoas inscritas nas caminhadas, que duram até junho.

A novidade deste ano é um passaporte para os participantes, onde estarão os registos dos locais por onde passam. “A ideia é cada um dos participantes apresentar o passaporte no dia da caminhada e receber um carimbo que ateste a sua participação nesse dia”, explica o município no site oficial. “Quem realizar 15 caminhadas receberá, no final, um pau de caminheiro, 10 caminhadas uma t-shirt e 5 caminhadas uma prenda-surpresa”, acrescenta o mesmo comunicado.

O passaporte vai ter ainda as informações sobre os percursos (distância, dificuldade e os contactos da organização) e cada percurso vai ter uma entidade responsável sendo, ao todo, 21 entidades a participar.

O Tok’andar volta a assumir-se como um eco-evento, com medidas “que visam reduzir ao máximo a pegada ecológica da sua realização”. Para tal, serão oferecidos às entidades organizadoras, copos de papel para os abastecimentos e sacos reutilizáveis, próprios para a realização de reciclagem, nos pontos de abastecimento, através da parceria com a Valorlis.

Programa completo aqui.

 

Foto: municipio-portodemos.pt

Adriana Calcanhotto vai estar em Leiria com novo disco


A cantora brasileira Adriana Calcanhotto vai passar por várias cidades portuguesas, e claro, Leiria não vai ficar de fora. A cantora marca presença no Teatro José Lúcio da Silva, dia 21 de novembro.

A voz brasileira regressa para apresentar ‘Margem’, o recente disco que fecha a trilogia composta por ‘Maritmo’ (1998) e ‘Maré’ (2008), dedicada ao mar.

O concerto vai contar, também, com canções de álbuns paralelos e com canções de Adriana Calcanhotto registadas por outros intérpretes, como é o caso de ‘Livre do amor’, que tem gravação antológica na voz de Gal Costa.

Adriana Calcanhotto vai estar acompanhada com Bem Gil (guitarra, flauta), Bruno Di Lullo (baixo e synths) e Rafael Rocha (bateria e percussões acústica e electrónica), o trio responsável pela sonoridade de Margem.

Os bilhetes podem ser adquiridos nas bilheteiras do Teatro José Lúcio da Silva e Teatro Miguel Franco ou em teatrojlsilva.pt.

Preço: 1º plateia/ 2º plateia/ 1º balcão/ balcão lateral: 25 euros

2ºbalcão/ plateia especial: 20 euros

Mais informações sobre o concerto aqui.

 

Foto: Dr

Os melhores brunchs para devorar no distrito de Leiria


Já não são horas para tomar o pequeno-almoço, mas também ainda é cedo para almoçar, então pode tomar um brunch, uma ótima refeição para a última hora da manhã. A TIL Magazine reuniu um conjunto de espaços na região de Leiria onde pode saborear um pequeno-almoço reforçado.

Village Coffee Shop

Com o cheirinho a maresia, na praia da Nazaré, ninguém resiste ao Village Coffee Shop, um estabelecimento que satisfaz os clientes com refeições saudáveis. O espaço tem várias opções de panquecas, iogurtes, açaí, smoothies, bowls e saladas, com preços compreendidos entre os 3 e 5 euros.

À procura de opções saudáveis? Então tem de conhecer o Village Coffee Shop na Nazaré!

Menu Brunch: Meia tosta, panquecas, iogurte, bolo, fruta, ovos mexidos, bebida quente, sumo do dia e café.

Preço: 12 euros

Sábados e domingos: 9h até às 14h

Adrião Batalha N°41, 2450-161 Nazaré

Mais informações do espaço aqui.

Bali Food & Drinks

Inspirado na Indonésia – Bali, o espaço é convidativo a brunchs e refeições rápidas, mas saudáveis. Hambúrguer de salmão é uma das especialidades da casa, servido em pão artesanal.

Refeições rápidas, saudáveis e coloridas? Vou Bali e já venho

Menu Brunch: Sumo de laranja/ sumo do dia/ chá/ café/ americano, iogurte com fruta e cereais, fatia de pão integral com abacate/ ovos mexidos/ manteiga de amendoim e banana, panquecas com mel e canela/ iogurte e frutos vermelhos.

Preço: 11,50 euros

Terça-feira a sexta-feira: 9h às 19h

Sábado e domingo: 10h às 19h

Machado dos Santos nº13, 2410-128 Leiria

Mais informações do espaço aqui.

Hello Darling – cafetaria estaminé     

No centro da Marinha Grande, o Hello Darlling convida os clientes a conviverem num espaço vintage, onde podem comer refeições rápidas e caseiras. Quiche, sopa, pratos vegetarianos, batidos e bolos caseiros são alguns exemplos que completam a oferta da cafetaria estaminé.

Menu Brunch: Chá, sumo natural de laranja, iogurte natural com fruta, panquecas salgadas, bolo à fatia, fatia estaminé (pão torrado, ovos mexidos e bacon), capuchino e café.

Preço: 8,50 euros

segunda-feira à sexta-feira: 8h até às 20h

Sábado: 10h até às 20h

Casa da Lídia

A Casa da Lídia já é conhecida pelas refeições caseiras que serve. Dos pratos vegetarianos à pastelaria caseira, o destaque vai para os pratos africanos e para os bolos, com ou sem açúcar, como a famosa Pavlova de Tangerina.

Casa da Lídia: Comida que nos faz sentir em casa

Menu Brunch: sumo de laranja, tosta de presunto e queijo/ Portobello e queijo flamengo vegan/ abacate/atum fumado/ bacalhau fumado, bao com galinha/ cogumelos, bolos caseiros, bebidas vegetais, chá quente ou frio e iogurte com frutas.

 

Preço: 8 a 15 euros

Sábado: 8h até às 13h; Domingo: 10h até às 13h

Rua Camilo Korrodi, 3, lote 3, 1º D, 2400-111 Leiria

Mais informações do espaço aqui.

Real Abadia

O Real Abadia Congress & Spa Hotel tem uma sala de refeições com vista privilegiada para a natureza. Localizado em Alcobaça, o espaço remete para a história da região.

Menu Brunch: Ovo mexido ou estrelado, enchidos (chouriço ou linguiça), bacon frito e feijão, pratos de carnes frias (fiambre de porco, fiambre de peru, salpicão), prato de queijos, prato de pão rústico, torrada e croissant, salada mista, fruta da época, sobremesa, sumo néctar, café da avó ou chá, leite, café expresso.

Preço: 16 euros

Sábado e domingo: 11h até às 15h

 R. da Escola, 2460-479 Alcobaça

 

Fotos: Facebook

Kendo – quem quer ser um samurai em Leiria?


Escrito por: Fotografia por:
Teresa Neto
Teresa Neto
                       

Últimos posts de Teresa Neto (see all)

    “Ki Ken Tai Ichi”, como quem diz, “Espírito, espada e corpo num só momento”, é o conceito do Kendo, uma arte marcial japonesa que remonta aos tempos dos Samurais. Diferente das outras artes marciais, tem o objetivo principal de desenvolver o espírito e a mente.

    “No kendo nós tornamo-nos mais confiantes, aprendemos a lidar com o medo, aprendemos a superação, desenvolvemos a responsabilidade e é uma forma de escape da vida”, afirmou Pedro Marques, instrutor do Clube de Kendo de Leiria e 5º Dan.

    “Não é preciso ter preparação física, o mais importante é a capacidade mental, o que conta é o tempo de experiência, quanto mais velho for o praticante mais forte se torna, pois consegue antecipar o ataque do adversário”, explicou Pedro Marques, que pratica Kendo há cerca de 16 anos.

    O treino do Kendo começa com um aquecimento, onde os participantes vocalizam de 1 a 10 em japonês, “Ichi, ni, san, shi…” para treinarem a respiração. “O facto de gritarmos, obriga-nos a controlar a respiração e é, também, um aquecimento, porque quando estamos a executar as técnicas gritamos o nome do sítio onde vamos bater”, justificou o instrutor. No kendo existem quatro técnicas, que são os sítios do corpo onde vão bater com a espada – men (cabeça), Kote (braço), Doh (abdómen) e tsuki (pescoço).

    “Esta modalidade era praticada com uma espada, o sabre, usada para combater na guerra, mas com o desenvolvimento desta arte, e como já não era para lutar, mas sim para praticar o desenvolvimento pessoal, criaram uma réplica em madeira, Boken. Atualmente a modalidade é praticada com uma espada feita de bambu, Shinai, não parte mas é mais flexível”, explicou o instrutor.

    A prática de Kendo pode assumir várias formas, sublinhando-se três: keiko (treino, englobando diversos aspectos), kata (conjunto pré-estabelecido de técnicas entre dois kenshi) e shiai (competição).

    Em Leiria, os participantes do Clube de Kendo, encontram-se ao sábado, à segunda-feira e à quarta-feira, no pavilhão da Escola José Saraiva, na Cruz da Areia.

    https://www.facebook.com/fudoshinkendoleiria/

    4 miradouros de cortar o fôlego na região de Leiria


    E que tal aproveitar o dia dos namorados para dar um passeio com o seu par romântico e ver o pôr do sol? Ou desfrutar de uma tarde de domingo e, ainda, tirar uma fotografia para o Instagram? A TIL reuniu um conjunto de miradouros com vistas incríveis para apreciar a beleza natural da nossa região.

     

    • Miradouro da Fórnea

      É sempre bom fazer um passeio na natureza e respirar o ar puro, onde só os pássaros cantam. A Fórnea é uma formação geológica, uma depressão esculpida pela erosão ao longo de milhões de anos. Um lugar rico em fósseis e privilegiado para a observação de alguns tipos de rochas. A vigorosa vegetação, as ribeiras temporárias e algumas grutas, designadamente a Cova da Velha, são locais de passagem deste trilho, sem esquecer Chão de Pias, de onde se pode ter uma visão geral de toda esta grandiosa formação.

    Chão das Pias, Alcaria, Porto de Mós

    • Miradouro do Suberco 

      Para quem gosta de contemplar o mar, o Miradouro do Suberco é uma ótima escolha. Situado no Sítio, tem uma vista incrível para a praia da Nazaré e para o oceano, a uma altura de 110 metros.

     Sítio do Promontório, Largo do Elevador, 2450-065 Nazaré

    • Miradouro Nossa Senhora da Encarnação

      Situado no topo do monte de São Gabriel, o santuário tem uma vista panorâmica sobre a cidade de Leiria.

    Leiria

    • Miradouro da Senhora do Monte

    Junto à Capela da Senhora do Monte encontra-se um miradouro, onde a paisagem é natural e silenciosa. Ao fundo é possível ver a freguesia das Cortes e a cidade de Leiria. E em dias de céu limpo chega-se a avistar o mar.

    Cortes, Leiria

    • Miradouro da Cruz dos Remédios

    Mais um Miradouro às portas do oceano, mas desta vez em Peniche, o Miradouro da Cruz dos Remédios tem uma paisagem natural, onde é possível apreciar a força das ondas.

     Estrada Marginal Norte
    2520, Peniche

     

    Fotos: DR

    O melhor plano para a noite de São Valentim: um jantar nas Grutas de Mira de Aire


    As grutas de Mira de Aire vão ser exclusivas para os apaixonados, no próximo dia 14 de feveiro. Um jantar à luz das velas e a 75 metros abaixo da superfície da terra, na noite de São Valentim. Para quem ainda não tem planos para o jantar mais romântico do ano, pode ser que ainda vá a tempo, mas o melhor é não esperar muito, a lotação é de 20 casais.

    Após a lotação esgotada dos anos anteriores, a Grand’Ideia volta a preparar um jantar numa das 7 Maravilhas Naturais de Portugal, sob a iluminação de centenas de velas. Mas este ano o romantismo não se fica pelo jantar. Durante a refeição vai haver uma atuação de um par de bailarinos profissionais, para além de uma visita guiada (opcional) às Grutas de Mira de Aire, que acontece antes do jantar.

    O evento que tem um custo de 230 euros por casal e inclui entradas, um prato principal (carne, peixe ou vegetariano), sobremesa e bebidas durante a refeição. As reservas devem ser feitas através dos contactos: reservas@grandideia.pt ou 963 763 717.

    O jantar está marcado para as 21h. Contudo, caso pretendam visita às grutas, os casais deverão chegar até às 20:00.

    O menu inclui:
    Entrada: Cocktail com Camarão Gratinado
    Sopa: Creme de Cogumelos
    Prato Principal: (escolher 1 opção por pessoa) Perca Gratinada com Molho de Marisco acompanhada de Puré Batata e Ervilhas OU Tornedó com Bacon e Broa acompanhado de Puré Batata Doce e Arroz Primavera
    Sobremesa: Brownie com Gelado de Baunilha
    Bebidas: Vinho, Refrigerantes, Água, Café

     

    Foto: Grand’Ideia

    Leiria Run planta mais de 2000 árvores nas margens do Rio


    O Leiria Run está a reflorestar as margens do Rio Lis e Lena. Mais de 50 pessoas juntaram-se, no passado dia 11, para plantar 700 árvores, na confluência dos rios. Dia 18, a plantação de árvores volta a repetir-se.

    Com as duas ações de reflorestação está prevista a plantação de 2913 árvores, das quais: amieiros, freixos e salgueiros.

    As inscrições para o dia 18  já esgotaram, como aconteceu no primeiro dia. A ação que se prevê bastante participativa, tem início às 9h30 e decorre até às 12h30, com ponto de encontro marcado nas Hortas Verdes, na Urbanização da Gordalina.

    Trata-se de uma iniciativa integrada “numa estratégia do Município de Leiria de adicionar uma componente ecológica aos eventos de cariz recreativo, com ações que mitiguem a sua pegada ecológica, sendo neste caso a plantação relativa à realização do Leiria Run”, informou o município de Leiria no site oficial.

    É de salientar que o Leiria Run está associado ao Sê-Lo Verde, “sendo considerada uma prova amiga do ambiente, pela implementação de medidas que visam a sensibilização e a prática de hábitos ambientais, como por exemplo a oferta de uma garrafa reutilizável aos participantes na corrida”, informou a mesma nota do município.

     

    Foto: Facebook Leiria Run

    Kukicha: Leiria tem um novo restaurante macrobiótico


    Escrito por: Fotografia por:
    Teresa Neto
    Teresa Neto
                           

    Últimos posts de Teresa Neto (see all)

      Fruta e legumes da época, bolos e pão confecionados à base de cereais integrais, chá, café, vinho e cerveja, mas tudo biológico. Estamos a falar do mais recente restaurante macrobiótico e vegan no centro da cidade de Leiria, o Kukicha.

      Quando se fala de macrobiótica, fala-se de um estilo de vida que alia a alimentação, a atividade física e a saúde a um equilíbrio entre a mente e o corpo.  “A alimentação sazonal e local é um dos princípios da macrobiótica, por exemplo, não vou comer uma manga que não seja do meu país, ou comê-la no inverno, porque vai refrescar o corpo”, exemplificou Vânia Fonseca, gerente e proprietária do restaurante, que abriu portas no dia 15 de dezembro, acrescentando que todos os produtos são frescos, biológicos e confecionados no local.

      Panquecas de trigo-sarraceno e laranja, tosta com tahine e tofu, hambúrgueres de feijão e beterraba e iogurtes vegetais, são algumas das opções do recente espaço que serve almoço, jantar, lanche e pequeno-almoço, com opções de menus a rondar os 9 euros nas refeições principais, e os três euros nas pequenas refeições. O espaço também tem serviço take-away e, em breve, vai ter parceria com uma das plataformas de pedidos e entrega de refeições online de Leiria.

      Apesar de estar com as portas abertas há pouco tempo, o espaço tem recebido muita gente, “grande parte dos clientes são curiosos que querem experimentar uma refeição diferente”, referiu a proprietária do espaço. “O objetivo é crescer mais. Aos domingos o estabelecimento está fechado, mas vai abrir uma vez por mês com atividades ligadas ao conceito. No dia 12 de janeiro o restaurante abre portas para um workshop de pão e queijos vegans com o chefe Marco Fonseca de macrobiótica”, concluiu Vânia Fonseca.

       

      Horário:
      Segunda a quinta-feira: 8h30-19h30
      Sexta-feira: 8h30-00h
      Sábado:9h-00h

      Largo Paio Guterres , nº 9, Leiria