Pop Cereal Café – cereais para qualquer refeição do dia


Há cereais, muitos cereais. De todos os géneros e feitios, nacionais e internacionais. E ainda lhe pode juntar uns toppings. Apresentamos o Pop Cereal Café, o espaço que quer oferecer uma experiência única ao cliente!

O Pop Cereal Café está localizado numa das principais entradas à Praça Francisco Rodrigues Lobo (Fotografia: Teresa Neto)

Há quem não passe sem eles ao pequeno-almoço, quem os prefira ao lanche e, para os mais preguiçosos, até serve de jantar. No Pop Cereal Café, espaço que abriu há quase um mês em Leiria, pode manter esses mesmos hábitos mas, agora, fora de casa.

O Pop Cereal Café já tinha duas lojas em Portugal, nas grandes metrópoles do país: Lisboa e Porto. O terceiro espaço, localizado numa das entradas da Praça Rodrigues Lobo, é o terceiro do grupo. Jairo, o espanhol proprietário da loja em Leira, explicou à TIL que a abertura na cidade do Lis aconteceu muito pelo benefício-custo e pela escolha preferencial dos clientes nacionais: “Numa sondagem percebemos que Leiria era a cidade em que as pessoas mais queriam que abrisse, à frente de Guimarães, Viseu e Faro, por exemplo”.

O espaço abriu no dia 10 de novembro e num mês tem tido uma receptividade muito boa por parte dos Leirienses. “Temos o café muitas vezes lotado. É complicado de gerir mas também é sinal que as pessoas estão a aderir ao conceito e à experiência que oferecemos”.

O espaço é composto por dois andares (Fotografia: Teresa Neto)

Falando do espaço é impossível não ficar rendido à tal experiência da qual os donos nos falaram regularmente. Mesas coloridas, ambiente alegre e cereais por todo o lado. São, aliás, três prateleiras com dezenas e dezenas de vários tipos de cereais disponíveis.

Existem cereais de produção nacional e outros internacionais, ou seja, que são importados de outros países do Mundo. Nos cereais fabricados em Portugal podemos encontrar praticamente todos aqueles que habitualmente se vêem no supermercado: Chocapic, Crunch, Lion, Fitness K, entre muitos outros. Já nos internacionais podemos encontrar cereais que possivelmente nunca vimos na vida.

Neste momento, o Pop Cereal Café importa cereais da África do Sul, Estados Unidos da América, Japão, França, Inglaterra, entre outros. De entre os vários existentes, há um que, segundo Jairo, todos querem: os norte-americanos Froot Loops (Kellogg’s). São os mais vendidos porque “aparecem várias vezes nos filmes e as pessoas têm sempre curiosidade em experimentá-los”.

Ainda sobre a questão dos cereais importados, Jairo confessou-nos que alguns destes cereais demoram meses para chegar às prateleiras de Leiria. “As pessoas não têm ideia mas os cereais dos EUA demoram cerca de dois meses a chegar e os de África do Sul, três.” É também por isso que os cereais importados têm todos um preço acrescido em relação aos nacionais, fruto deste custo da importação.

Variedade de marcas de cereais é o que não falta no Pop Cereal Café

Os preços dos cereais começam a partir dos 3,60 euros. Com este menu mais básico pode escolher três tipos de cereais nacionais e dois toppings (há bolachas de Oreo, mini bolachas waffle, pintarolas, gomas, entre outras doçuras). Se for muito guloso, pode escolher a opção XL, que é composta por cinco cereais nacionais e os mesmos dois toppings. Este menu tem um custo de mais 60 cêntimos, ou seja, 4,20 euros.

Caso queira trocar um dos cereais nacionais por um dos internacionais poderá fazê-lo por mais 35 cêntimos. Se quiser somente acrescentar mais um destes cereais, terá um custo adicional de 70 cêntimos ao preço inicial.

Tanto se vê cor nos cereais que pedimos como em toda a decoração do Café (Fotografia: Teresa Neto)

Para acompanhar os cereais tem direito a uma garrafa de leite grátis, caso peça as variedades de magro ou meio gordo. Em alternativa aos mais clássicos tipos de leite, pode experimentar as variedades de soja, aveia, amêndoa, arroz e leite sem lactose (por mais 70 cêntimos) ou iogurte (90 cêntimos).

Apesar de alguma complicação na escolha e em todos os tipos de variedade, os funcionários fazem um serviço personalizado de modo a ajudar os clientes mais indecisos.

Além dos cereais, há muitos batidos para experimentar. Também é possível fazer os pedidos mais clássicos, como cafés, águas, torradas ou tostas mistas. Por isso, se estiver com alguém que não seja apaixonado por cereais, não há desculpa para não ir ao Pop Cereal Café.

Como é possível ver por uma das primeiras fotografias deste  artigo, o espaço tem esplanada e existe já uma ideia pensada para o próximo verão: “Já temos algumas surpresas para essa época. Os batidos vão ter mais relevância na carta e também vamos apostar nos cereais servidos com gelado”, confessa Jairo àTIL.

 

Horários:

Terça – Sábado: 8h30 – 22h30
Domingo: 9h – 20h30
Segunda: 12h- 20h30

 

Fotografias: Teresa Neto

Atlas Hostel vai ter jantar de reveillon com um all you can eat… and drink!


É comer e beber à descrição. E a um preço bem convidativo.

O Atlas Hostel gosta de convívio e festa. Tendo em conta estas permissas, claro que surgiu a oportunidade de organizar um jantar de final de ano, para brindar o 2019 que aí vem.

Se vai ficar por Leiria na última noite de 2018 e não quer preparar outra vez a festa em sua casa, vá com os seus amigos ou familiares ao Atlas Hostel. Ali, no dia 31 de dezembro haverá um jantar de reivellon, com uma novidade muito, muito boa: pode comer e beber tudo o que lhe aparecer na mesa, sem pagar mais para isso. Estes são os pratos que vai ter oportunidade de experimentar:

– Primeiras Entradas –
Tábua de queijos; Doce e Marmelada Caseira
Chutney; Vários tipos de pão artesanal
Frutos secos

– Segundas Entradas –
Guacamole; Tapenade; Vegetais Frescos
Houmous; Tzatziki com salmao fumado
Torradas e pães caseiros

– Prato Principal –
Naco do lombo no forno à la Atlas,
acompanhado com salada de folhas verdes,
chips caseiras, col slow e polenta crocante.

– Sobremesa –
Financier de amendoa, Geleia de maracuja,
Mousse de baunilha
Macaron de chocolate branco e jasmim
Petit gateau com framboesa
Floresta negra com cereja

Bebidas –
Todas as bebidas estão incluídas:
Sumos Naturais; Cocktails; Vinhos; Cervejas;
Bebidas Brancas; Refrigerantes; Café e Chá

Como já pôde ver, o menu é extenso e bastante convidativo. Tem o custo de 50 euros por pessoa e pode reservar enviando um e-mail para atlasleiria@gmail.com ou por telefone +351912516301.

Paulo Almeida volta a Leiria para dar a conhecer o seu “Ódio de Estimação”


O humor negro não está acabado e Paulo Almeida quer dar a conhecer os momentos que mais o irritam nesta vida.

Conhecido por acompanhar Rui Sinel de Cordes e Rui Cruz em algumas das mais épicas performances da carreira, Paulo Almeida foi assumindo a carreira a solo e agora vai para o terceiro espetáculo de stand up.

Depois de Psicómico (2015) e de Ofensivo (2016),  entra o novo solo de stand up com o nome Ódio de Estimação. Este é exatamente o mesmo título que dá a uma rubrica na internet onde se fala de coisas que o irritam ou que, simplesmente, não fazem sentido.

Paulo Almeida vai abrir este novo espetáculo exatamente em Leiria e é o Teatro Miguel Franco a recebê-lo, na noite de 16 de fevereiro. O preço dos bilhetes fixa-se nos 12 euros e podem ser adquiridos no site do Teatro José Lúcio da Silva ou na Ticketline.

Ti Milha e mais 3 festivais do distrito nomeados para o Iberian Festival Awards


Dancefloor, Caldas Nice Jazz e Cistermúsica são os outros festivais do distrito de Leiria a serem nomeados para os prémios culturais ibéricos

São quatro os festivais da região de Leiria a comparecer nos Iberian Festival Awards, integrados no Talkfest. Este é um evento ibérico que pretende homenagear os melhores festivais de música de 2018 em Portugal e Espanha.

O Dancefloor é o festival do distrito com mais nomeações, num total de cinco. O festival de música eletrónica, que aconteceu no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, está nomeado nas categorias de Best Medium-Sized Festival, Best Touristic Promotion, Best Line Up, Best Infrastructure e Contribution to Sustainability.

Mas a grande surpresa caiu sobre o pequeno, mas irreverente, festival Ti Milha, que surge anualmente na Ilha (Pombal). O Ti Milha está nomeado para a categoria Best Cultural Programme, fazendo concorrência a grandes festivais da Peninsúla Ibérica.

Outro festival da zona que também poderá ganhar este prémio é o festival Caldas Nice Jazz. Este festival também ficou nomeados em mais duas categorias: Best Small Festival e Best Indoor Festival.

O outro nomeado foi o alcobacense Cistermúsica que, tal como o Caldas Nice Jazz, pode vencer o prémio para Best Small Festival.

Os vencedores para estes prémios serão entregues em Vigo, no dia 13 de março de 2019, no Teatro Afundación.

Bold tem nova ementa e é mais portuguesa, com certeza


Gosta de polvo? E de bifes da vazia com os melhores molhos? A nova ementa do restaurante Bold é para os fãs de comida portuguesa.

São dois anos de existência: muita história para contar e muitos clientes para lembrar.  Tal como já tinha acontecido, esta foi a altura ideal para alterar alguns dos pratos da ementa.

Mas, se são fãs do Bold, não desesperem. O “Boss”, o hambúrguer da casa de novilho com alheira, ovo estrelado, bacon crocante , honey mustard, alface e tomate fresco é, segundo os proprietários, o prato mais vendido de toda a carta e isso explica a sua continuação. Outras tentações mais americanas, como as chicken wings ou o barbecue ribs, vão continuar a fazer as delícias dos portuguese dreamers. 

Tal como explicaram à TIL Paulo Faustino e Regina Santana, proprietários do Bold, esta mudança veio trazer mais pratos portugueses tradicionais à ementa, justificando-se “com a escolha preferencial do cliente”.

E o que há de novo? O grande prato é o polvo no forno (acompanhado por grelos salteados e batatas a murro), pelo valor de 17 euros. Se pretende uma opção mais ligeira, na hora de jantar também pode experimentar a espetada  de salmão com camarões e pimentos, acompanhada por uma salada verde (13 euros). Para os amantes do fiel amigo, o Bold também incorporou o bacalhau de cebolada, com batata dourada e broa, por 12 euros.

Este bife da vazia promete um bom investimento para os amantes de carne!

Para os apaixonados por carne, também há novos tipos de bifes da vazia para experimentar na próxima visita ao Bold.  Há, no total, quatro tipos: bife da vazia com molho parmesão, bife da vazia com molho de mostarda, bife da vazia com molho de alecrim e bife da vazia com manteiga de gambas. O valor é similar para qualquer um destes pedidos, cerca de 12 euros, pelo que só tem de se preocupar com aquele que realmente lhe faz crescer mais água na boca.

Para Paulo Faustino e Regina Santana esta nova ementa mais portuguesa é um upgrade porque vem dar um novo cunho a uma cozinha que não esquece as especialidades mundiais que fizeram o Bold ganhar nome relevante na restauração de Leiria, em tão pouco tempo.

Os hambúrgueres e os risottos também ganharam alguns novos pratos, mas é nas sobremesas que se nota a maior mudança. Agora, há muita fruta para terminar a sua refeição. Pode optar pela fruta da época (manga, abacaxi ou morangos – 2,50 euros) ou, se for mais guloso, usar esta mesma fruta com um delicioso fondue de chocolate (4 euros). A pavlova de frutos vermelhos mantem-se e o crumble de maçã deu agora lugar a um produto tão conhecido da nossa cozinha distrital: um crumble de pêra rocha (4 euros).

Fondue de chocolate, quem não?

Horários:

Segunda a quinta: 12h-15h e 19h-00h
Sexta e sábado: 12h-15h e 19h-02h
Domingo: 12h-15h
Encerra aos domingos à noite.

 

Bruno Aleixo celebra 10º. aniversário e comemora com espetáculo em Leiria


Biografia Não Autorizada fala sobre a vida do cão mais famoso e especial de Portugal.

Fã de Bruno Aleixo? Busto? Renato Alexandre? Homem do Bussaco? São tantas as personagens que não podemos questionar se conhece todos. Mas pronto, se é fã, tem aqui uma oportunidade única de ver o programa que marcou os últimos 10 anos da comédia em Portugal na internet, televisão e rádio.

Depois de já ter esgotado duas datas em Lisboa e outra no Porto, o espetáculo Bruno AleixoBiografia Não Autorizada chega a Leiria,  no dia  14 de dezembro, às 22h, no Teatro Miguel Franco.

O preço dos bilhetes estão fixados nos 10 euros e podem ser comprados no site do Teatro José Lúcio da Silva ou na Ticketline.

Sinopse: O Bruno Aleixo faz anos e muito contra a sua vontade irá comemorar o seu aniversário, embora todos os seus seus fãs achem muito bem comemorá-lo. Bruno Aleixo vai e não foi fácil convencê-lo. É bem possível que apareçam também todos os seus amigos.

A Omnichord vai lançar uma festa com toda a nova geração de bandas de Leiria


Se é fã da nova vaga de artistas que têm surgido em Leiria, saiba que poderá vê-los todos juntos num espetáculo, a 21 de dezembro.

First Breath After Coma, Surma, Nice Weather For Ducks, Whales, Les Crazy Coconuts, Born A Lion, Twin Transistors, Few Fingers, André Barros, Jerónimo e Obaa Sima. Todas estas bandas agenciadas pela Ominchord Records, a principal editora musical em Leiria, vão juntar-se em palco para uma noite única de música e de diferentes ritmos.

Pela primeira vez, todas estas bandas vão juntar-se em palco. Para fazer o quê? Ainda não se sabe muito bem mas talento por metro quadrado não irá faltar, certamente.

Em declarações à TIL, Hugo Ferreira, responsável pela Omnichord Records, explicou que vão existir “participações mas ainda estão a ser preparadas”.

“Provavelmente nenhuma formação vai atuar no formato original e muitas não tocam temas seus”, prossegue na ideia do espetáculo. Novidades, Hugo, diz que se saberão a seu tempo. Mais perto do dia do showNa próxima semana já saberemos mais. E há também um ou outro convidado. 

O espetáculo vai acontecer dia 21 de dezembro no Teatro José Lúcio da Silva. Lembramos que no ano passado, também por esta altura, os First Breath After Coma e Surma deram um concerto para os fãs leirienses. Este ano é vez de todos as bandas da Omnichord darem o ar da sua graça.
Os bilhetes têm o preço único de 8 euros e podem ser adquiridos no site do Teatro José Lúcio da Silva.

 

Fotografia: Teresa Neto

Fechou a loja Adidas do Leiria Shopping


A loja que nem há um ano tinha sido inaugurada, fechou por incumprimento do contrato da empresa representante da Adidas em Portugal

Em dezembro de 2017 tinha aberto, no Leiria Shopping, no local que anteriormente era ocupado pela marca de roupa Stradivarius, uma loja Adidas. A marca oriunda da Alemanha tinha assim a sua primeira loja em Leiria. Pois bem, a relação com a cidade não chegou a um ano. A loja, de um momento para o outro, fechou portas.

Sabe-se que a razão para o fecho da loja estará relacionada com um acumulado de dívidas que ultrapassa os quatro milhões e meio de euros. Não da marca, mas sim do grupo que a representa em Portugal.

11 lojas da marca desportiva fecharam em todo o país. Nesta lista dos encerramentos também consta duas lojas na rua de Santa Catarina, no Porto, e a do Terreiro do Paço, em Lisboa. As 11 lojas alvo de penhora terão fechado todas no dia 31 de outubro.

Ficamos a aguardar novidades sobre este caso, sem saber se a loja da Adidas poderá reabrir ou então dar lugar a outra loja.

Bruno Nogueira está de volta ao stand up comedy com espetáculo em Leiria


10 anos depois Bruno Nogueira está de volta ao palco para fazer Stand Up Comedy. O espetáculo tem nome “Depois do Medo”.

“Som de Cristal”, “Deixem o Pimba em Paz”, “Uma Nêspera no C” ou “Construção”. Bruno Nogueira tem estado tudo menos desaparecido mas, depois de 10 anos de seca, volta finalmente para mais um solo de stand up comedy.

O humorista português revelou hoje nas redes sociais toda a tour que está planeada para “Depois do Medo”, o nome do espetáculo. Começa a 29 deste mês e prolonga-se até 2019.

Leiria não está fora do cartaz. Bruno Nogueira anunciou que estará na cidade do Lis dia 24 de janeiro de 2019, quinta-feira.

Os bilhetes já estão à venda no site do Teatro José Lúcio da Silva. Os balcões já estão esgotados, pelo que se quiser ir terá de comprar para a plateia. O preço dos bilhetes tem o preço de 15 euros (12, em caso de desconto).

Depois do medo marca o regresso de Bruno Nogueira ao stand up e, juntamente com isso, o regresso à escrita de sinopses na terceira pessoa do singular. Neste seu novo espetáculo, Bruno Nogueira aborda questões que só incomodam pessoas que têm demasiado tempo livre. Entre os temas interessantíssimos poderão encontrar a intrigante problemática das pessoas que, sem terem nada na boca, mastigam quando estão a olhar para alguém a comer. Um encantador processo mental.
Como podem ver, o mundo, tal como o conhecem, vai ficar exatamente igual. Mas o Bruno, tal como o conhecem, vai ficar muito mais aliviado de ter semeado os problemas dele na vossa cabeça.

Ricardo Araújo Pereira vai estar em Leiria para apresentar o novo livro


“Estar Vivo Aleija” é o título do livro que o humorista português vem apresentar à Livraria Arquivo

Ricardo Araújo Pereira, considerado por muitos como o melhor humorista português, lançou mais um livro denominado “Estar Vivo Aleija”, editado pela Tinta da China. 

Pois bem, a boa novidade é que o ex-Gato Fedorento vai estar em Leiria para apresentar e promover o livro.  Na quinta-feira, 8 de novembro, pelas 19 horas, a Livraria Arquivo recebe Ricardo, que irá falar sobre o seu livro e a responder às perguntas dos fãs. No fim, pode pedir para lhe assinar o livro. A entrada é livre.

Ricardo Araújo Pereira é licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica e começou a sua carreira como jornalista no Jornal de Letras.
É guionista desde 1998. Em 2003, com Miguel Góis, Zé Diogo Quintela e Tiago Dores, formou o grupo humorístico Gato Fedorento. Escreve semanalmente na revista Visão e é um dos elementos do programa da TSF Governo Sombra. Assinou, em 2012, a rubrica Mixórdia de Temáticas, na Rádio Comercial. Com a Tinta-da-china, publicou quatro livros de crónicas — Boca do Inferno (2007), Novas Crónicas da Boca do Inferno (2009), A Chama Imensa (2010) e Mixórdia de Temática (2012) —, para além de Se não entenderes eu conto de novo, pá (Brasil, 2012). Coordena a Colecção de Clássicos de Literatura de Humor, que integra autores como Charles Dickens, Denis Diderot e Jaroslav Hasek.
É o sócio n.º 17411 do Sport Lisboa e Benfica.

 

 

Fotografia: Revista ESTANTE – Fnac