De Alcobaça para a Suécia, levando na bagagem a “História do Rock”


O livro A História do Rock – para pais fanáticos e filhos com punkada, surgiu como sendo o primeiro livro do género publicado em Portugal. As alcobacenses Rita Nabais – texto e pesquisa – e Joana Raimundo –  ilustrações -, produziram uma autêntica enciclopédia “divertida e essencial para todos os melómanos”.

Editado em dezembro de 2017, lançado pelas Edições Escafandro, sediada em Alcobaça, o livro tem superado as expetativas das autoras. “Apesar de ser uma temática de nicho, temos tido feedback muito positivo e muita curiosidade acerca do projeto”, refere Joana Raimundo, a ilustradora do livro, com quem a TIL teve o prazer de conversar.

Dez meses após o lançamento do livro, soube-se, este mês, que o projeto das alcobacenses chegou à Suécia, onde vai ser editada uma edição especial para o país (a banda sueca The Hives, por exemplo, foi adicionada nesta versão, assim como alguns extras). Para outubro segue-se a versão inglesa, que é fruto da campanha de crowdfunding realizada neste verão.

 

A edição sueca chama-se Boken om ROCK — för alla små och stora fans e será publicada em setembro pela editora Fandrake.

 

Com uma grande vertente ilustrativa, o livro inclui 150 imagens, descrições pormenorizadas, biografias e pequenos fun facts sobre bandas e músicos de vários estilos, como Chuck Berry, Lynyrd Skynyrd, The Smiths, Pink Floyd ou Rolling Stones, procurando criar um lugar na memória das crianças para os ícones dos pais. O (exaustivo) processo de escolha das bandas foi levado a cabo pela Rita Nabaisque pesquisou jornais, revistas e sites da especialidade, mas que contou também com a ajuda de pessoas de referência que elaboraram listas das bandas que consideravam mais importantes na história do Rock” – pode consultar as listas no site oficial do livro.

 

Guns’n’Roses – ilustração de Joana Raimundo

 

Mas como é que se lança uma verdadeira enciclopédia musical dirigida aos mais novos, com bandas que, muito provavelmente, nunca ouviram falar? “O objetivo era que os adultos pudessem explicar e partilhar com eles a música que ouviam e que, de certa forma, marcou as suas vidas. Por isso, o conteúdo foi desenvolvido a pensar nos pequenos, mas sempre com muito humor, porque apesar de ser uma enciclopédia, queríamos que fosse divertida de ler e de explorar”, sublinha a ilustradora.

Apesar de já ter ilustrado vários livros infantis,Joana Raimundo admite que esta edição foi a mais desafiante. “Este livro foi todo um processo de aprendizagem. Nunca tinha feito uma publicação com uma estrutura tão fluída, nem tantos retratos. Nesse sentido, foi preciso fazer muita pesquisa, porque não queríamos que as páginas fossem apenas uma coleção de texto com caras ao lado. Queríamos que houvesse algo mais, que complementasse visualmente, se possível, cenas humorísticas ou pistas que, se calhar, só os maiores fanáticos daquela banda é que vão apanhar”.

Após já terem marcado presença no Festival Paredes de Coura ou, mais recentemente, na Feira do Livro, no Porto, a ilustradora não quis revelar qualquer surpresa que o futuro possa reservar, deixando somente uma sugestão: “Acompanhem-nos nas redes sociais onde se vão descortinando as novidades todas”. Assim faremos, Joana!

 

 

 

 

 

 

 

Sarilho à espreita na Praia das Paredes, no sábado


No sábado, dia 15 de setembro, a associação cultural Filho Sarilho leva à Praia das Paredes de Vitória a festa de despedida do verão. O incontornável one man show Mr. Gallini e o grupo dedicado às sessões de disc-jockeying, Suave Geração, estão encarregues de fechar as cortinas do verão na praia do concelho alcobacense.

 

O certame tem início marcado para as 17 horas, com a subida ao palco de Mr. Gallini, o multi-instrumentista que se caracteriza pelo seu alucinado e vibrante rock lo-fi. O pisoense, também baterista e vocalista na banda Stone Dead, tem andado um pouco por todo o País, desde o festival Paredes de Coura à Casa da Música, no Porto, ou até mesmo no festival Tremor, em Ponta Delgada, trará a tranquilidade e diversão devidamente adequada ao evento que se proporcionará na Praia das Paredes.

 

 

Para terminar o espetáculo, às 18 horas, poderá desfrutar de uma mostra de músicas provenientes de várias eras, geografias e estilos, com particular enfoque nas sonoridades ligeiras, levadas a cabo pela Suave Geração. Já com atuações no Milhões de Festa e no Souto Rock, a Suave Geração tem sempre o objetivo de interligar a audiência através da música, proporcionando momentos de repouso harmonioso e melódico.

 

 

 

 

Aljubarrota volta a ser medieval, de 11 a 15 de agosto


De 11 a 15 de agosto, Aljubarrota volta a incorporar o espírito medieval, que tanto reconhecimento deu à aldeia do concelho de Alcobaça.

Como já vem sendo hábito, o mês de agosto é repleto de festas e Aljubarrota não será exceção. A já reconhecida feira medieval volta a tomar controlo das operações e não faltarão atividades para todos os gostos.

Durante quatro dias, a aldeia volta atrás no tempo, dando a conhecer um pouco do que eram os tempos dos nossos longínquos antepassados. Desde a recriação da célebre Batalha de Aljubarrota, no dia 12, a uma série de eventos, como Torneio de Armas, Animações de Rua, Noite da Padeira, Casamento Medieval, Acampamentos e Cortejos, a pacata aldeia servirá de anfitriã para os inúmeros curiosos que tenham interesse em conhecer um ambiente distinto do seu quotidiano.

A época medieval  é  recriada a rigor, a partir de indumentárias próprias, criação de cenários apropriados, através da construção de tavernas com refeições, venda de armas de madeira, cerâmica, olaria, tecelagem e bordados, sem esquecer os deliciosos sabores do pão da padeira, do mel, dos licores, das compotas, dos produtos hortícolas, entre muitas outras relíquias.

Cartaz da Feira de São Bernardo completo: Stone Dead, Virgul e mais três nomes


Agosto é sinónimo de São Bernardo para quem é do concelho de Alcobaça. 20 de agosto é feriado municipal e, como se não bastasse, realiza-se todos os anos uma das feiras mais antigas do país: a Feira de São Bernardo, em honra a um dos grandes impulsionadores da Ordem de Cister.

Este ano não será exceção e, de 18 a 22 de agosto, haverão concertos, exposições, tasquinhas, provas de ciclismo e equitação. E, como qualquer feira que se preze, terá inúmeros equipamentos de diversão e expositores com todo o tipo de artigos para venda.

Ainda assim, a grande atração da Feira serão os artistas que irão pisar o palco situado junto ao Merco Alcobaça. Virgul será o inaugurador do evento deste ano, no dia 18, com concerto marcado para as 22h, e, com certeza, não deixará de fora do seu alinhamento as músicas que tanto se têm feito ouvir nas rádios nacionais. No dia 19, será a vez dos Amor Electro darem um salto à Terra de Paixão e deslumbrarem quem os irá assistir. 

Para quem é de Alcobaça, o que se irá passar no dia 20, feriado municipal, será, com certeza, muito especial. Os Stone Dead, uma das bandas nacionais mais excitantes do momento, e naturais do concelho de Alcobaça, irão, com certeza, “abanar o esqueleto” a muita gente. Já há muito tempo que se pedia à organização que existisse espaço para as bandas alcobacenses , que são cada vez mais e melhores, e, apesar de ser só uma (mas uma das melhores, ainda assim), poderá significar o começo de uma mudança de paradigma num futuro próxima.

Nos dois últimos dias do evento, The Black Mamba e Carminho são os responsáveis por levar música a Alcobaça, no dia 21 e 22, respetivamente. Todos os concertos são de entrada gratuita e com começo marcado para as 22h.

Pode consultar a programação completa da Feira de São Bernardo aqui. Pode comprovar que não irão faltar animações e atividades para todas as idades, gostos e feitios.

 

 

Maserati lança novo modelo e Caranguejeira é um dos cenários do vídeo promocional


Dos arredores de Leiria para o Mundo. É assim o novo anúncio da Maserati

A célebre marca italiana, da indústria automóvel, Maserati lançou o seu novo modelo SUV, ‘Levante’, e veio até Portugal para gravar o spot promocional do carro. As filmagens incidem sobre a Serra da Arrábida, Serra da Estrela e… Caranguejeira, ali a uns 15 km de Leiria.

A casa, que se pode ver no início do vídeo, é da autoria de Sara Oliveira e Marco Guarda, da empresa A2+ Arquitectos, sediada na Caranguejeira. A obra em questão é intitulada ‘Casa Xieira 2’ e, por estes lados, acredita-se que tenha sido a sua metamorfose constante entre o moderno, frágil, minimalista e o tradicional, rude, exuberante, que levaram a marca italiana a selecionar a obra da empresa do distrito de Leiria, para ser parte integrante do vídeo do seu novo automóvel.

A ‘Casa Xieira 2’ pode vista nos primeiros segundos do spot partilhado acima.

 

 

 

Atlas Hostel faz anos e tem cinco dias de festa programados para si


Entre os dias 18 e 22 de julho, o Atlas Hostel comemora o seu aniversário. A programação é para todos os gostos, tendo concertos de bandas nacionais e internacionais, workshops, exposições, jantares temáticos, feiras e conversas sobre viagens.

 

Dia 18. “Language Exchange”

Começando pelo primeiro dia: a partir das 19h, vai haver um “Language Exchange”. Semelhante a um ‘speed dating’, mas de conversa. Inicia-se a conversa em português durante sete minutos, mudando para outra língua (espanhol, inglês e alemão), durante novos sete minutos. Terminado o tempo, troca-se de cadeira e repete-se o exercício. Entrada gratuita.

“Conversas à Volta do Mundo” – Bolívia

Ainda no dia 18, com início às 22h, é a vez das “Conversas à Volta do Mundo”. tendo como tema central a Bolívia. Depois de seis meses a explorar a América do Norte e Sul, Carina Silva descobriu um segundo lar, no outro lado do oceano, a Bolívia. Entrada gratuita.

 

Jantar Temático – Rússia

Na quinta feira, dia 19, é dia de Jantar Temático. O país anfitrião do Campeonato do Mundo de futebol, que agora findou, será o tema do jantar, ao comando do Chef João Costa, que proporcionará uma viagem gastronómica à Rússia. É necessário reserva antecipada, sendo que o preço do banquete é de 15 euros (inclui entradas, prato principal, sobremesa e bebidas).

 

Wattafog

Para culminar o resto da noite, nada como uma banda composta por um italiano e uma irlandesa, para brindarem os espetadores com as suas experiências musicais singulares. Os Wattafog mesclam as batidas eletrónicas com funk, rock e pop. Entrada gratuita, com início às 22h30.

 

Alright Gandhi

Sexta feira, dia 20, é dia inteiramente dedicada aos concertos. O primeiro tem início às 22h e é levado a cabo pelos Alright Gandhi. Está um italiano, uma alemã e um inglês num bar. O que decidem fazer? Começar um banda, com traços de jazz psicadélico, sem grandes cuidados e com muito espaço para o experimentalismo. Entrada gratuita.

 

Lince

Às 23h é a hora da estreia do projeto a solo de Sofia Ribeiro, Lince. A teclista de We Trust e There Must Be a Place vai dar a conhecer a sua nova iniciativa no terraço do Atlas Hostel.

 

Yoga no Terraço

Chega o fim de semana e logo no sábado, dia 21, por volta das 10h30, nada como começar com uma sessão de yoga. A reserva para a aula deverá ser feita antecipadamente e o preço é de 20 euros, tendo ainda direito a um pequeno almoço saudável.

 

“Sketcher On The Road”

Já à tarde, às 15h, é hora de mais um workshop. “Sketcher On The Road” pretende dar a conhecer como registar as suas viagens em diários gráficos. Também é necessário reserva antecipada, tendo o custo de 10 euros.

 

Churrasco – Celeste Mariposa

Depois de um workshop e uma aula de yoga, nada com um belo de um super churrasco no terraço, com direito a inúmeras surpresas, garantidas pela organização. Como se não bastasse, o churrasco será feito ao som de Wilson Vilares, com o seu Afrobaile, e ainda acompanhado por Ana Lisboa, que faz a estreia nos decks. 15 euros por pessoa (acesso + churrasco com comida à descrição + 1 bebida).

 

 

“Vamos Cruzinhar”

No último dia do evento, no domingo, dia 22, às 10h começa um novo workshop. “Vamos Cruzinhar” é o nome e pretende ensinar algumas receitas cruas, bastante simples, com o intuito de se ir introduzindo alimentos mais ricos e menos processados na rotina diária das pessoas. Tudo para que sejam mais saudáveis. A reserva antecipada é necessária e o preço é de 30 euros (inclui workshop + degustação).

 

Carolina Caramujo

Ao final da tarde, às 18h, é a vez de Carolina Caramujo dar o seu concerto. A artista que já acompanhou a leiriense Surma no festival Super Bock Super Rock, encontra-se a preparar o seu álbum, que será lançado no decorrer deste ano, irá dar a conhecer alguns temas que certamente farão parte do alinhamento final do seu disco. Entrada gratuita.

Como se tudo o que foi acima referido não fosse o suficiente, convém referir que durante todos os dias do evento, de quarta feira a domingo, irá decorrer o “Vintage World Things”. Entre as 15h e as 02h, terá a oportunidade de se perder num mercadinho de discos, roupa, recordações, e muitas, muitas mais memorabilias e “tralhas”.

Informações úteis:

Para reservar o seu lugar em qualquer uma das atividades, concertos e afins, pode contactar a organização através do email atlasleiria@gmail.com ou através do número 917 460 810. As inscrições podem ser feitas por telefone, e-mail ou mesmo por mensagem.

No Teatro Miguel Franco jaz(z) boa música, de 12 a 15 de julho


De 12 a 15 de julho, o Teatro Miguel Franco, em Leiria, vai ser o palco da 3ª OJL Jazz Sessions.

No primeiro dia do evento, será o Workshop de Big Band, para os interessados em aprender as bases introdutórias de jazz, como técnicas de improvisação e linguagem, e tem o objectivo concreto de trabalhar repertório específico de Big Band, como exemplos de Count Basie, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Frank Sinatra, etc. Porém, lamentamos informar que as inscrições acabaram no dia 1 de julho. A apresentação dos novos artistas de jazz será no último dia do evento, no dia 15.

No dia 13, a partir das 21h30, sobe ao palco a Orquestra Jazz de Leiria. Da autoria do músico César Cardoso, surgiu em 2011 a  Orquestra Jazz de Leiria, com o objetivo de criar uma formação de qualidade, que reunisse os melhores músicos, que se dedicassem ao estilo em questão, da região de Leiria.

Como se não bastasse, no dia 14, é a vez do Luís Cunha Quinteto dar música aos espetadores. O experiente músico, e membro da Orquestra Hot Club de Portugal, vem mostrar, devidamente acompanhado, o que andou a criar durante toda a sua carreira, após inúmeras colaborações com grandes nomes do jazz português, como Mário Laginha, Maria João, Bernardo Sassetti, entre outros.

Esperam-se dias de boa música, tendo tudo para serem ótimos serões, para desanuviar, a ouvir alguns dos melhores temas de jazz, interpretados por belíssimos artistas.

Pode adquirir os bilhetes para dia 13 e 14, clicando no respetivo dia que pretende.

 

 

6 concertos a não perder esta semana


Mais uma semana de concertos que merecem ser vistos, ouvidos e sentidos. A TIL aconselha:

 

  • António Cova – Stereogun // 7 de julho

O cantautor António Cova vai estar na Stereogun a pavonear toda a sua vasta gama de recursos, quer seja linguísticas, quer seja instrumentais. Seja como for, ninguém ficará indiferente. A entrada é de 5 euros consumíveis.

  • Solar Corona + Julius Gabriel – Filho Sarilho, Pataias // 8 de julho

No âmbito das habituais sessões “Há Rock no Recreio”, na Filho Sarilho, em Pisões, freguesia de Pataias, a calma aldeia do concelho de Alcobaça é tomada de assalto pelos barcelenses Solar Corona. Como se não bastasse, vêm acompanhados do saxofonista alemão, a residir no Porto, Julius Gabriel.

As portas abrem-se às 15h30, sendo que tem tudo para ser um ótimo serão de domingo à tarde. A entrada é de 2,5 euros para sócios efetivos e de 4 euros para os não-sócios. Porém, se ainda não é sócio e vai pagar os 4 euros, há uma grande possibilidade de, num próximo evento, pagar o bilhete mais barato.

  • Bulls On Parade – Cabra Negra // 6 de julho

“Now you do what they told ya”… Se cantou esta música, enquanto lia o excerto da icónica música, então será uma boa ideia ir ver esta banda de tributo aos revolucionários Rage Against The Machine.

  • Overflow – O’Sullivan Tavern // 6 de julho

O O’Sullivan é sempre garantia de música ao vivo, pelo que a  próxima sexta-feira não será uma exceção. Os Overflow estarão encarregues de animar a noite.

  • Simone – Stereogun // 6 de julho

Na próxima sexta-feira, Simone, DJ natural do Porto, passa pela mesa de mistura do Stereogun para “dar cartas” aos leirienses, numa viagem pelo Hip Hop e R&B, maioritariamente. Será uma noite que contará ainda com Tosso Marçal – anagrama de Carlos Matos -, nos pratos. A entrada é de 5 euros consumíveis.

  • Keep The Faith – Rockfest, no Bairro, Ourém // 7 de julho

      Este será o fim de semana dos tributos. Se não gosta de Rage Against The Machine e estiver para os lados de Ourém, nada como ir ouvir os

hits “Livin’ On A Prayer” ou “It’s My Life”, entre muitos outros temas, que serão interpretados pela banda de tributo a Bon Jovi. O concerto está integrado no festival Rockfest. O bilhete custa 2,5 euros se for pré-venda, e 4 euros no próprio dia.

A Maiorga volta a ser Indie, já este sábado


A aldeia da Maiorga, no concelho de Alcobaça, volta, já neste sábado, dia 7 de julho, a receber um evento musical, uma semana depois do El Maiorgasmo. Desta feita, é a vez do Pavilhão Salão CBES albergar a terceira edição do Maiorga Indie.

As portas abrem às 21h, sendo que uma hora mais tarde, começam os concertos. Fast Eddie Nelson, um dos melhores guitarristas de blues do país, que se apresenta agora em quarteto, com antigos elementos dos Benguela Blues Connection, Peste & Sida e The Quartet of Woah, é um dos nomes do cartaz.

Os The Brooms vêm diretamente do Barreiro para presentearam a plateia com o seu garage-rock dos anos 60 e o seu mais recente disco, “Here They Come”. Os Conjunto!Evite, vencedores do concurso de bandas de garagem, em Setúbal, em 2015, e ainda a mais recente banda, composta por “veteranos”, os Democrash, que trazem consigo “909 Democrash Drug”, o álbum que saiu a 23 de junho, pelo que está ávido para se dar a conhecer.

Pensa que já não há mais bandas no cartaz? Desengane-se.  Os Feiticeiros do Rock também vão dar um ar da sua graça, com um rock…mágico? Nada como ir ver.

O custo de entrada, por pessoa, é de 3 euros, naquele que será um evento na linha das anteriores edições, sempre com o objetivo de ser uma mostra de música alternativa numa localização mais…alternativa.

El Maiorgasmo está de volta, já no próximo sábado, com 3 bandas


A aldeia da Maiorga, do concelho de Alcobaça, está em vias de acolher a segunda edição do El Maiorgasmo, no próximo dia 30 de junho, passados dois meses da escaldante estreia do evento.

O concelho de Alcobaça, que tem visto crescer inúmeras bandas, começa, também, a ser palco de alguns eventos musicais, sendo que, por estes lados, na TIL, ainda se vertem lágrimas pela extinção da Operação Crestunfo, que decorria na Póvoa, no concelho alcobacense.

Mas o que é o El Maiorgasmo? – Perguntam, intrigados e curiosos por saber mais.“El Maiorgasmo é um monstro roxo, pequeno porte, que reside na Maiorgalândia. A sua missão é a de levar música até à sua aldeia, pois sem música, os residentes da mesma acabam por morrer. Assim, o monstro levantou voo e começou a sua demanda à procura de bandas” – Assim se apresentam no press release. 

Como tal, o “monstro” foi bem sucedido na missão de resgatar bandas para o evento, conseguido “caçar” Jesus The Snake, Igwana e Two Pirates and A Dead Ship, que irão compor o alinhamento do certame, que terá lugar no Salão Paroquial da Maiorga. O preço de entrada é de 3,5 “gasmos”.

 

Piratas, cobras, iguanas e monstros, tudo à sua espera para a missão de salvar a aldeia da Maiorga.