Leiria recebe uma Super Nova de proporções épicas


“Descobrir uma supernova é uma raridade e o seu brilho é superior a 100 biliões de estrelas da galáxia.”

Em 2017, a Super Bock uniu-se ao Maus Hábitos e, por mês, produziram uma noite dedicada à nova música portuguesa com 3 bandas por sessão, um cabeça de cartaz e duas bandas emergentes. Depois de 6 sessões e 18 bandas, a Super Nova pretende aumentar o espaço de intervenção a todo o território nacional.

Este ano, o conceito mantém-se mas ampliado a mais casas de espetáculos pelo País inteiro. Isto dá às bandas todas as condições para uma tour pelo País, proporcionando aos espaços programação de qualidade, além de servir de mostra dos novos talentos e interação das bandas entre si e das bandas com as casas de espetáculos.

Para Leiria está programada uma noite sem precedentes. Dia 8 de dezembro, com os Baleia Baleia Baleia, Fugly e Cave Story. 

Baleia Baleia Baleia

Os Baleia Baleia Baleia são uma dupla formada por Manuel Molarinho (baixo e voz) e Ricardo Cabral (bateria) que envereda pelos caminhos do pop rock, passando pelo punk tudo misturado em ritmos dançáveis, com cobertura da escrita em português, que infetam todos os que ouvem.

Fugly

Criados por Pedro Jimmy Feio, os Fugly contam já com um EP editado, Morning After, e este ano lançaram o álbum Millenial Shit. A banda do Porto assenta no espectro do garage rock com influências punk e rock e já confessaram ser bastante influenciados por outros nomes da cena, como King Gizzard and The Lizzard Wizard, Ty Segal, Fidlar e Thee Oh Sees, mas também pelos grandes que vieram antes, Radiohead, Beatles ou Clash.

Cave Story

Natural das Caldas da Rainha, a banda Cave Story demarca-se pelo seu punk também misturado com garage rock, cheiros de lo-fi e passando pelo indie-rock. Depois de provarem o sucesso com o primeiro EP West, os Cave Story voltam a editar, desta vez o álbum tem o título Punk Academics. Neste novo disco os Cave Story vincam a sua direção assumidamente punk mas com pinceladas de hardcore. 

Estão reunidos os ingredientes ideais para uma noite de punk, rock, suor, guitarras berrantes e muito mais. Dia 8 de dezembro, na Stereogun.