7 concertos a não faltar esta semana


Numa semana em que o distrito de Leiria acolhe a iniciativa Ópera no Património, trazemos-lhe música clássica, ópera e também CAROL e Mathilda. Não falte.

 

  • CAROL 22h30 – Atlas Hostel // 5 de setembro

Inserido na nova iniciativa do Atlas surge este concerto de Carol. Sussurros no Terraço é um mini-ciclo de concertos acústicos a ter lugar no terraço do Atlas. CAROL é “doçura bossanova”, com quatro temas editados. Os primeiros singles vêm com selo da Duro de Ouvido e põe os ouvintes em contacto com o seu universo cruzado de influências desde as raízes, piscando o olho a alguma folk dos anos 60 e pautada com um indie mais tímido. O concerto é de entrada livre mas limitado à lotação do espaço.

 

  • Quarteto de Cordas 18h – Moinho de Papel // 6 de Setembro

A iniciativa Ópera no Património tem planeados vários concertos pelo distrito esta semana. Este primeiro concerto apresenta o quarteto de cordas composto por Rómulo Assis e Afonso Almeida em violino, Helena Leão na Viola e Sofia Azevedo ao Violoncelo. O grupo irá interpretar a peça para o quarteto de cordas n.º 19 em dó maior K. 465, do compositor Austríaco, Amadeus Mozart. A peça inclui quatro movimentos, Allegro – Adagio, Andante Cantabile (em Fá Maior), Menuetto, Allegro (em Dó Maior, trio em Dó Menor) e Allegro Motto. Se não conseguir estar presente nesta apresentação, o quarteto de cordas repete o concerto pelas 19:30h na Igreja da Misericórdia.

 

  • Grupo de Sopros 18h30 – Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira // 7 de Setembro

Este concerto apresenta mais uma peça de Mozart, desta vez a Serenata em Dó menor K. 388. A interpretação está a cargo do Grupo de Sopros que conta com Flautas (Xavier Santos e Joana Nolasco), Oboés (Patrícia Pinheiro e Pedro Teixeira), Clarinetes (Cátia Rocha e Joana Dias) e Fagotes (Décio Escórcio e Carolina Rocha). O mesmo concerto está também marcado para o Museu de Leiria no dia seguinte, 8 de setembro, pelas 18h. 

 

  • Orquestra de Cordas 18h – Museu de Leiria // 8 de Setembro

O concerto da orquestra de cordas previsto para o Museu de Leiria será um ponto de destaque nesta semana. Duas dezenas de músicos irão interpretar o concerto para 2 Trompetes em Dó Maior (RV 537) de António Vivaldi,  Suite nº1, Op. 46 de Edvard Grieg e a Serenata para cordas em Mi menor, op.20 da autoria de Edward Elgar. A orquestra é composta por violinos, violoncelos, violas, contrabaixos e trompetes e com um repertório destes, só se pode esperar uma grande tarde no Museu de Leiria. A entrada é livre.

 

  • La Traviata, Ópera em Três Atos de Giuseppe Verdi 21h30 – Teatro José Lúcio da Silva // 8 de Setembro

Esta semana dedicada à ópera e à música clássica atinge o seu ponto máximo com La Traviata, ópera em três actos de Giuseppe Verdi. A história passa-se em França e conta sobre o amor entre Violetta Valéry (prostituta) e Alfredo Germont. Prometida ao Barão Douphol, Violetta apaixona-se pelo recém chegado Alfredo e inicia um caso com ele. Passado algum tempo de relacionamento, o pai de Alfredo, Giorgio, pede para que Violetta se separe do seu filho com medo das repercussões para a sua família: um relacionamento com uma meretriz traria má fama à família e principalmente à irmã de Alfredo. O desfecho não vamos contar para não estragar aquele que promete ser um grande concerto. A peça conta com encenação de Paulo Lapa, Carla Caramujo como Violetta, Angel Pazos no papel de Alfredo e Luís Rodrigues será Giorgio. A entrada é livre mas limitada ao espaço da sala. 

 

  • Mathilda, 23h – Café Concerto (Figueira da Foz) // 7 de Setembro

O alter ego musical de Mafalda Costa tem presença marcada no Café Concerto a Figueira da Foz e espera-se uma viagem pertinente. Mafalda refugia-se neste termo, para expor fragilidades, acompanhada ora por um ukulele, ora por uma guitarra elétrica. Ao vivo, faz-se acompanhar por Diogo Alves Pinto, mais conhecido pela sua one-man band Gobi Bear. Embrenhada nas raízes da família Planalto Records, que a ajudou a editar Lost Between Self Expression and Self Destruction em finais de 2017, single que lhe valeu o lugar de finalista no reputado Festival Termómetro. A cantora vai percorrendo o seu caminho pacífico, à procura de encontrar o seu lugar neste longo conto, segura da voz, do vigor, da fantasia e da inocência tão própria dos jovens que nós também já fomos.  O concerto decorre no jardim interior do Café Concerto e é de entrada livre.

 

  • Orquestra de Jazz de Leiria 21h30 – Praça Mouzinho de Albuquerque (Batalha) // 8 de Setembro

A Orquestra Jazz de Leiria (OJL), um projeto da autoria do músico César Cardoso, surgiu em Fevereiro de 2011 com o objectivo de criar uma formação de qualidade que reunisse os músicos da região que se dedicassem à prática de este estilo de música. O repertório engloba desde os clássicos de Count Basie, Duke Ellington, Thad Jones, Ella Fitzgerald, Frank Sinatra, a compositores contemporâneos como Mário Laginha, Bob Brookmeyer, Maria Schneider, Claus Nymark, César Cardoso, Tomás Pimentel, Bernardo Sassetti, entre outros. Concertos anteriores contaram já com a participação de Vânia Fernandes, David Fonseca, Maria João, Herman José, Luísa Sobral, Áurea, Tiago Bettencourt, Pedro Abrunhosa, Ana Bacalhau, Camané e Sara Tavares, com arranjos da autoria de membros da orquestra. Espera-se, então, mais um grande concerto da OJL na praça Mouzinho de Albuquerque na Batalha.

 

 

Fotografia: DR