Ti Milha 1º Dia – Uma Sexta-feira 20 que soube a Quinta-Feira 12


O festival Ti Milha abriu as suas portas pela 3ª vez e a TiL esteve presente a saborear aquilo de que é feito este festival, e as suas gentes.

 

Para abrir o apetite do 1º dia o convidado de abertura foi o humor do ‘RUIM’. Rui Conceição abriu as hostilidades com stand-up que ia desde as velas de sua casa ao IKEA, e enquanto disparava em todas as direções, também sobrou para o público que não teve medo de interagir com o comediante.

Rui Gonçalves ‘RUIM’

Neste primeiro dia os atos musicais estavam a cargo dos filhos da terra começando com J. Bird Person. Uma mistura de jazz com toques de pop que aqueceu o público. Completos com trombone, contrabaixo, trompete, bateria, xilofone e teclas as incursões em sonoridades diversas foram uma constante, terminando com uma versão de “New Person, Same Old Mistakes” dos Tame Impala que da original só ‘confiscou’ a linha de ‘contra’baixo.

J. Bird Person

A seguir subiram a palco os Quinta Feira 12. Para o nosso repórter (e para os presentes) este foi o alto da noite. Também filhos da terra, os Quinta Feira 12 aceleraram os corações, os pés e as mãos do público que no tom e no tempo acompanharam a banda em praticamente todas as músicas. Ninguém queria que acabassem e depois de (pouca) insistência regressaram para um encore que deixou os fãs com água na boca. Fica aqui o aviso para ter em conta este grupo pois grandes coisas os esperam.

Quinta-Feira 12

Para ‘final act’ entrou ‘no ar’ o Dj A Boy Named Sue com as suas viagens pela história da música, tanto a nível sonoro como a nível visual e físico. Os seus vinys mantinham a público do Ti Milha ativo e a dançar, fosse um êxito de Beatles ou de Betty Davis. Com muito pesar o nosso repórter teve que abandonar antes de finalizar o set. Mais logo está marcada a 2ª ronda no Parque de Merendas da Ilha.